Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Síria "responderá imediatamente" a novo ataque de Israel

Internacional

Oriente Médio

Síria "responderá imediatamente" a novo ataque de Israel

por Redação — publicado 09/05/2013 18h04
Na última semana, Israel lançou ataques aéreos na região de Damasco para supostamente destruir armas iranianas destinadas ao Hezbollah
Joseph Eid/AFP
faisal-muqdad.jpg

Faisal Muqdad afirma que a Síria responderá a novo ataque de Israel

A Síria "responderá imediatamente" a um novo ataque de Israel contra seu território, declarou à agência de notícias AFP nesta quinta-feira 9 o vice-ministro das Relações Exteriores Faisal Muqdad, após os dois ataques da semana passada. "Nossas represálias serão fortes e dolorosas."

Israel lançou ataques aéreos na região de Damasco, que tinham como alvos, segundo os israelenses, armas iranianas destinadas ao Hezbollah. Teerã nega essas informações, assim como Muqdad. "Eles não alcançaram seu alvo e mentem quando dizem que este alvo era o Hezbollah", disse. “De nenhuma maneira a Síria deixará que isto ocorra outra vez."

Em meio à tensão provocada pelo pelos ataques de Israel, o líder do Hezbollah, Hassan Nasrallah, advertiu nesta quinta que a Síria fornecerá novos tipos de armas ao grupo. "A resposta síria aos bombardeios israelenses em seu território será fornecer ao Hezbollah novos tipos de armas", declarou à rede de televisão Al-Manar.

"Vocês, israelenses, disseram que seu objetivo era destruir as capacidades da resistência que aumentam [frente ao Estado hebreu], mas a Síria nos fornecerá novos tipos de armas", acrescentou Nasrallah, aliado do regime de Bashar al-Assad.

Segundo ele, a resposta síria é “altamente estratégica”, por envolver igualmente a abertura da frente nas Colinas de Golã, ocupadas por Israel, aos combatentes da resistência.

Em 2006, uma guerra foi travada entre o Hezbollah (apoiado pelo Irã) e Israel. "Estamos prontos para receber todo novo tipo de armas, mesmo que isso interfira no equilíbrio [com Israel]. Merecemos essas armas e vamos utilizá-las para defender nosso povo e nosso país", disse o líder do Hezbollah.

Nasrallah, entrevistado em ocasião do 25º aniversário da criação da rádio Al-Nour do Hezbollah, afirmou que o Estado hebreu quer impedir a Síria de ser um ator no conflito entre israelenses e árabes. "Todos sabem o quanto a Síria apoiou os palestinos e a resistência libanesa contra Israel.”

"Em todo o mundo árabe, nenhum regime fez tanto quanto este de Bashar al-Assad", acrescentou, afirmando que é graças a este apoio que Israel efetuou ataques em Damasco e perto da capital.

Em 30 de abril, Nasrallah havia reconhecido pela primeira vez o envio de suas tropas para lutar ao lado dos soldados do regime de Damasco nos combates na Síria.

Na ocasião, ele disse que os "amigos da Síria" não permitiriam a queda de Bashar al-Assad.

Com informações AFP.

Leia mais em AFP Movel.

registrado em: ,