Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Segunda greve geral do ano termina em choques entre policiais e manifestantes

Internacional

Grécia

Segunda greve geral do ano termina em choques entre policiais e manifestantes

por Sul 21 — publicado 11/05/2011 12h12, última modificação 11/05/2011 12h16
A paralisação é para protestar contra o novo plano de austeridade no qual o Governo pretende poupar 76 bilhões de euros até 2015. Mais de 20 mil pessoas participaram dos atos

Jorge Seadi, do Sul 21

Porta-voz da Polícia informou que manifestantes encapuzados agrediram forças policiais com pedras, deixando um policial com ferimentos leves. A Polícia de Atenas usou gás lacrimogênio para dispersá-los. Tais fatos ocorreram durante comício em apoio à greve geral que se realiza hoje (11) em toda a Grécia.

Testemunhas dizem que a Polícia deixou ao menos cinco manifestantes feridos que precisaram ser removidos para hospitais da cidade. Três pessoas foram presas. Segundo autoridades gregas, 20 mil pessoas participaram das manifestações desta quarta-feira.

A greve geral, a segunda do ano, foi convocada pela Confederação dos Trabalhadores da Grécia e pelo Sindicato dos Funcionários Civis. A greve é para protestar contra o novo plano de austeridade no qual o Governo pretende poupar 76 bilhões de euros até 2015.

A folga cancelou o transporte marítimo e ferroviário e provocou o cancelamento de vários voos, Estão mantidos apenas o serviço de urgência nos hospitais e postos de saúde. Colégios, repartições públicas e até os jornalistas paralisaram suas atividades em protesto contra as demissões, a redução de salários e o fechamento de vários jornais, o que está provocando um “apagão informativo” no país.

A greve acontece exatamente quando os rumores de que o governo grego vai ter que buscar novo empréstimo externo porque não tem dinheiro para pagar suas contas. Analistas da União Europeia (UE) e do Fundo Monetário Internacional (FMI) estão em Atenas para examinar as medidas de austeridade tomadas pelo governo da Grécia. Os gregos devem pagar, nos próximos dias, US$ 15 milhões da quinta parcela do empréstimo internacional que recebeu no começo do ano passado.

registrado em: