Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Sakineh é condenada à morte por enforcamento

Internacional

Irã

Sakineh é condenada à morte por enforcamento

por Redação Carta Capital — publicado 27/09/2010 18h28, última modificação 06/06/2015 18h17
Sentença foi dada por participação no assassinato do marido e cancela morte por apedrejamento

A iraniana Sakineh Mohamadi Ashtiani foi condenada à forca hoje por cumplicidade no assassinato do marido. A decisão foi do procurador-geral do Irã, Gholam Husseim Mohseni Ejei. O anúncio foi feito por meio da agência de notícias Mehr.

Essa sentença cancela a execução de Sakineh por apedrejamento pelo crime de adultério.

O caso se tornou público depois que o advogado da iraniana Mohamad Mostafaei publicou informações do caso na internet, mobilizando a comunidade internacional. Isso fez com que a pena fosse reavaliada.

No fim do mês de julho, o presidente Lula ofereceu asilo à Sakineh, mas a oferta foi negada pelo presidente iraniano Mahmoud Ahmadnejad.

Leia também:

registrado em: