Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Romney vence primária republicana em New Hampshire

Internacional

Eleições nos EUA

Romney vence primária republicana em New Hampshire

por AFP — publicado 11/01/2012 09h14, última modificação 11/01/2012 09h14
O pré-candidato emplaca sua 2ª vitória na disputa republicana e atacou Barack Obama em discurso

O ex-governador republicano de Massachusetts Mitt Romney venceu na terça-feira 10 a primária de New Hampshire, a segunda na corrida para a indicação à Casa Branca.

Romney emplaca assim sua segunda vitória na disputa republicana, após ganhar o cáucus do estado de Iowa, na semana passada, que abriu a competição.

Quase 40% dos eleitores do estado apoiaram Romney, que ficou 15 pontos à frente do segundo colocado, o libertário e representante do Texas Ron Paul, segundo as projeções dos canais CNN, Fox e MSNBC.

Na semana passada, no início da disputa interna do Partido Republicano em Iowa, Romney superou o segundo colocado, Rick Santorum, por apenas oito votos.

"Esta noite festejamos, mas amanhã precisamos seguir trabalhando", disse Romney, criticado por sua moderação em um partido claramente dominado pela ala conservadora republicana.

"O presidente (Barack Obama) já está sem argumentos. Agora está ficando sem desculpas", afirmou Romney a seus partidários reunidos em Manchester.

"Esta noite pedimos ao povo da Carolina do Sul que se una aos cidadãos de New Hampshire e façam de 2012 o ano do fim do tempo" para Obama.

"Este país hoje tem um líder que nos divide com a amarga política da inveja. Temos que oferecer uma visão alternativa e estou pronto para levá-los por outro caminho, no qual nosso desejo de vencer nos una e não haja ressentimento pelo sucesso.

 

"Nos últimos dias temos visto alguns republicanos desesperados para se unir a Obama. Isto é um grave erro para nosso partido e para nossa nação", advertiu Romney.

Próxima primária republicana acontecerá no dia 21 na Carolina do Sul

O ex-governador de Massachussets surge como franco favorito para enfrentar Barack Obama nas eleições de novembro nos Estados Unidos.

A primária em New Hampshire contou com quase 250 mil eleitores republicanos, e Romney obteve mais de um terço dos votos, à frente do deputado texano Ron Paul e do ex-governador de Utah Jon Huntsman.

A folgada vitória em New Hampshire fortalece Romney para o difícil desafio na Carolina do Sul, no dia 21 de janeiro, quando o ex-governador enfrentará um eleitorado muito conservador.

A campanha em New Hampshire foi dura. Os adversários republicanos não pouparam críticas a Romney, especialmente lembrando seu passado como empresário. Newt Gingrich, ex-presidente da Câmara dos Deputados, acusou o ex-governador de ter "saqueado supostamente várias empresas, deixando os empregados na rua", quando dirigia o fundo de investimentos Bain Capital nos anos 1980 e 1990.

"O que não queremos é que depois de nomear um candidato descobrir em setembro que ele tem uma fragilidade fatal e que já não podemos fazer nada a respeito", acrescentou Gingrich antes de votar.

Romney, 64 anos, que governou Massachusetts até 2007, é um republicano moderado que tem a confiança da população, mas é mórmon, o que representa uma séria desvantagem em um país de maioria evangélica.

Além de Romney, Ron Paul, Jon Huntsman e Newt Gingrich, seguem na disputa republicana o ex-senador da Pensilvânia Rick Santorum e o governador ultraconservador do Texas, Rick Perry.

Da Carolina do Sul, no dia 21, a disputa segue para a Flórida, em 31 de janeiro, antes da "super-terça" de 6 de março, quando uma dúzia de estados realizam eleições primárias.

As primárias e "caucus" serão realizados até o verão do hemisfério norte, embora o ganhador deva ser conhecido antes. Mas será a convenção nacional do Partido Republicano em Tampa, Flórida, de 27 a 30 de agosto, que formalmente designará o adversário de Barack Obama nas eleições presidenciais de 6 de novembro.

registrado em: