Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Romney vence por apenas 8 votos em Iowa

Internacional

Estados Unidos

Romney vence por apenas 8 votos em Iowa

por AFP — publicado 04/01/2012 09h25, última modificação 06/06/2015 18h57
O ex-governador de Massachussets obteve 30.015 votos (25%), contra 30.007 recebidos pelo ex-senador Rick Santorum, católico ultraconservador

 

 

DES MOINES, EUA (AFP) - O ex-governador de Massachussets Mitt Romney venceu as prévias realizadas na terça-feira 3, em Iowa, por uma diferença de apenas oito votos sobre o ex-senador Rick Santorum, largando na frente na corrida pela indicação republicana à Casa Branca.

Romney, considerado um dos candidatos mais moderados na disputa republicana para enfrentar o presidente Barack Obama, obteve 30.015 votos (25%), contra 30.007 para Santorum, um católico ultraconservador, segundo resultados definitivos anunciados na madrugada desta quarta-feira.

O deputado texano Ron Paul chegou na terceira posição, com 21% dos votos, seguido pelo ex-presidente da Câmara de Representantes Newt Gingrich, 13%. Rick Perry obteve 10% dos votos e Michele Bachman apenas 5%.

Romney, 64 anos, que governou Massachusetts até 2007, é um republicano moderado que tem a confiança da população, mas é mórmon, o que representa uma séria desvantagem em um país de maioria evangélica. Ele disputou as primárias republicanas em 2008, mas perdeu a indicação para John McCain.

Mitt Romney ficou famoso em 2002 ao administrar os Jogos Olímpicos de Inverno de Salt Lake City. Nascido em Detroit (Michigan, norte). É filho de um ex-governador deste estado. Formado na Universidade de Harvard, fez fortuna à frente do fundo de investimentos Bain Capital.

A enorme máquina eleitoral americana entrou em funcionamento em Iowa com a celebração de 1.774 "cáucus", assembleias de vizinhos, em escolas, igrejas e todo tipo de centros públicos com a presença de mais de 100.000 eleitores republicanos.

Depois de debater e ouvir diretamente os candidatos na disputa ou seus representantes, eles votaram para designar o melhor aspirante em um exercício de democracia direta.

"Vamos mudar a Casa Branca e colocar os Estados Unidos novamente no bom caminho", disse Romney ao cumprimentar seus adversários republicanos.

"A eleição está em se queremos um país que acredita que o governo pode fazer as coisas melhor em nosso lugar ou se acreditamos, como nossos pais fundadores acreditaram, que nossos direitos vêm de Deus", afirmou Santorum após o empate virtual com Romney, conquistado graças a uma grande campanha porta a porta.

Filho de um imigrante italiano, católico e pai de sete filhos, Santorum, de 53 anos, defende os valores da direita cristã. Seus opositores liberais o ridicularizam como um ultrarreligioso que chegou a equiparar a homossexualidade com o incesto e a pedofilia, mas Santorum aposta com firmeza no conservadorismo social e fiscal.

 

Uma vitória em Iowa não garante a indicação, mas multiplica as possibilidades do candidato. Um fracasso pode ser devastador.

Esta parece ser a situação do governador do Texas, Rick Perry, que obteve apenas 10% dos votos e ficou na quinta posição. Ele anunciou que suspenderá a campanha para "reavaliar" suas possibilidades na corrida republicana.

"Após a decisão dos eleitores de Iowa, resolvi voltar ao Texas para reavaliar os resultados do cáucus de hoje e decidir se devo prosseguir nesta disputa", declarou Perry a seus seguidores.

Ex-piloto da Força Aérea, Rick Perry, 61 anos, é um ultraconservador defensor dos valores cristãos, que propõe o livre comércio e a adoção de cortes drásticos nos programas sociais.

Os republicanos, que dominam os estados do centro dos Estados Unidos, demonstram motivação para tentar retirar Barack Obama da presidência, mas a votação em Iowa mostrou que o partido continua muito dividido.

Gingrich, a ultraconservadora Michele Bachmann e Jon Huntsman, que recebeu apenas 1% dos votos, anunciaram que permanecem na disputa.

A votação em Iowa, realizada em escolas, igrejas e repartições públicas por todo o estado, teve início às 19h00 locais (22h00 de Brasília) para cerca de 100 mil eleitores, divididos em 1.774 'cáucus'.

Depois da disputa em Iowa, a corrida republicana segue para New Hampshire, no dia 10 de janeiro, antes das votações na Carolina do Sul (leste), em 21 de janeiro, e na Flórida (sudeste), em 31 de janeiro. No dia 6 de março, uma dúzia de estados se pronunciarão, na chamada "super terça-feira".

As primárias e o "caucus" serão realizados até o verão do hemisfério norte, embora o ganhador possa ser conhecido antes. Mas será a convenção nacional do Partido Republicano em Tampa, Flórida, de 27 a 30 de agosto, o que formalmente designará o rival de Barack Obama nas eleições presidenciais de 6 de novembro.

O presidente americano declarou na terça-feira estar mais otimista agora do que há quatro anos, quando venceu os cáucus (assembleias) do estado de Iowa, que abriram o caminho para sua eleição à Casa Branca.

"De certa maneira me sinto mais otimista agora do que quando concorri pela primeira vez", declarou Obama em uma teleconferência com simpatizantes democratas em Iowa, estado que celebrou cáucus para escolher um candidato republicano.

"Já vimos como a mudança aconteceu. 2012 é um número para lembrar ao povo americano quanto chegamos longe", explicou Obama.

Apesar de ter a candidatura democrata assegurada, analistas destacam que Obama pode sofrer os efeitos do desgaste provocado pela crise econômica e o desemprego.

"Fizemos muitas coisas e temos ainda muitas outras para fazer. Por isto precisamos de mais quatro anos", explicou.

registrado em: