Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Romney vence em Nevada e confirma favoritismo

Internacional

Eleições nos EUA

Romney vence em Nevada e confirma favoritismo

por AFP — publicado 05/02/2012 09h11, última modificação 05/02/2012 16h55
Republicano conquista terceira vitória sobre Newt Gingrich em estado com grande concentração de mórmons, religião do pré-candidato
Romney

Foto: Justin Sullivan/AFP/Getty Images /

LAS VEGAS (AFP) - O republicano Mitt Romney venceu as primárias de sábado 4 em Nevada, no oeste dos Estados Unidos. Com isso, o pré-candidato confirmou o favoritismo para enfrentar o presidente Barack Obama nas eleições de novembro.

No domingo de manhã, com quase 71% das urnas apuradas, Romney tinha 48% dos votos - abaixo dos 50% obtidos em 2008 -, contra 23% do ex-presidente da Câmara de Representantes, Newt Gingrich.

O representante do Texas Ron Paul aparece em terceiro com 18%, seguido pelo religioso conservador Rick Santorum, ex-senador pela Pensilvânia, com 11%.

Esta é a terceira vitória do ex-governador de Massachusetts sobre Gingrich, depois dos triunfos em New Hampshire e Flórida.

Enquanto os pré-candidatos em disputa voltam suas atenções para Colorado (oeste), Minnesota (norte) e Missouri (centro), com primárias a serem realizadas nesta semana, especialistas preveem que Mitt Romney e Gingrich vão se manter, provavelmente, frente a frente, até a convenção do Partido Republicano, em agosto.

A votação em Nevada foi a primeira no oeste do país nas primárias. O estado designa 28 delegados para a Convenção Republicana de agosto. "

No discurso depois da vitória, Mitt Romney não pronunciou os adversários e preferiu atacar Barack Obama, apresentando-se como o candidato natural dos republicanos. "As políticas equivocadas do presidente prolongaram os tempos difíceis que vivemos", disse.

"Os Estados Unidos precisam de um presidente capaz de recuperar a economia, por quem entenda de economia. Eu entendo e o farei", completou.

Mas Gingrich afirmou que vai lutar até o final, e que em abril terá o mesmo número de delegados de Romney antes da convenção republicana de agosto, em Tampa, na Flórida. Ele prometeu "uma série de vitórias que, depois das prévias do Texas" em 3 de abril, vão deixá-lo "no mesmo nível que o governador Romney."

Na corrida para obter os 1.144 delegados necessários para garantir a candidatura presidencial, Mitt Romney, com suas vitórias em New Hampshire e Flórida, está claramente à frente, com 95 delegados. Gingrich dispõe de 30, Ron Paul de 13 e Rick Santorum, de 10 delegados.

Na manhã deste domingo, não era possível ainda determinar a distribuição dos 28 delegados de Nevada entre os pré-candidatos.

Gingrich reiterou ao canal CBS suas críticas a Romney, a quem considera muito moderado: "um republicano autêntico é ainda a melhor opção para derrotar Barack Obama do que alguém que, francamente, por muitos aspectos, não é muito diferente do presidente".

A cômoda vitória de Romney em Nevada era previsível. Trata-se de um estado onde há muitos mórmons, como o candidato. Seu vitorioso passo firme, no entanto, foi vítima de uma torção nesta semana, depois de declarar que não tinha propostas "em favor dos americanos mais pobres", que já se beneficiariam de uma rede previdenciária.

O pré-candidato tentou retificar a frase, ao admitir que se expressou mal em meio a várias entrevistas, mas Gingrich aproveitou para reforçar as críticas a Romney.

O ex-governador de Massachusetts ainda provocou alvoroço com a divulgação de sua última declaração de impostos, na qual ganhou 20 milhões de dólares graças a seus investimentos em 2010. Ele pagou 13,9% em taxas sobre os ganhos, bem abaixo da média dos trabalhadores americanos.

*Atualizado às 17h50 para acréscimo de informações.

Leia mais em AFP Movel.

registrado em: