Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Reino Unido em alerta com seus grupos de extrema direita

Internacional

Vigilância

Reino Unido em alerta com seus grupos de extrema direita

por Redação Carta Capital — publicado 25/07/2011 11h26, última modificação 25/07/2011 11h26
Após autor de ataques em Oslo dizer que tinha ligações com sociedade secreta inglesa, Conselho de Segurança Nacional britânico se reúne para discutir implicações do ataque no país

Após os atentados em Oslo, capital da Noruega, na sexta-feira 22, o Reino Unido decidiu rever a vigilância aos grupos de extrema direita em seu território. As autoridades britânicas anunciaram a medida, na segunda-feira 25, após uma reunião do Conselho de Segurança Nacional, com a participação de diversos ministros e integrantes dos serviços secretos do país.

O encontro, comandado pelo premiê David Cameron, abordou a abrangência do ataque norueguês no Reino Unido, uma vez que o autor das ações, Anders Behring Breivik, afirmou ter ligações com uma sociedade secreta inglesa. A informação está em um manifesto de mais de 1,5 mil páginas, publicado na internet pelo terrorista antes dos ataques.

Segundo a BBC Brasil, a mídia inglesa repercutiu que Breivik teria ligações e simpatizava com a Liga da Defesa Inglesa (EDL, sigla em inglês), um grupo britânico de extrema direita. Porém, a organização negou em comunicado oficial, além de condenar os atentados.

registrado em: ,