Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Putin sobe o tom

Internacional

Rússia x EUA

Putin sobe o tom

por Redação Carta Capital — publicado 16/12/2011 11h15, última modificação 16/12/2011 11h15
Putin dedicou sua longa entrevista anual a atacar também os Estados Unidos e reservou seu pior trecho para o ex-candidato presidencial republicano John McCain
putin

Putin dedicou sua longa entrevista anual a atacar também os Estados Unidos e reservou seu pior trecho para o ex-candidato presidencial republicano John McCain. Foto: Ria. Novos/AFP

Furioso com os protestos, o primeiro-ministro Vladimir Putin dedicou sua longa entrevista anual a atacar também os Estados Unidos, cuja secretária de Estado, Hillary Clinton, pediu investigação das acusações de fraude.

Mas reservou o melhor de sua verve para o senador e ex-candidato presidencial republicano John McCain, segundo o qual “a morte de Muammar Kaddafi deve fazer outros ditadores como Putin nervosos”.

Além de acusar comandos dos EUA de terem entregado o ex-ditador aos rebeldes para o brutal linchamento em Sirte, Putin duvidou da saúde mental de McCain: “Fo capturado no Vietnã e posto em um buraco. Ficou lá vários anos. Qualquer um fica louco depois disso”.

O Kremlin vê as manifestações como parte de uma nova Guerra Fria e não as separa das bases antimísseis da Otan em construção na Europa.

registrado em: ,