Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Polícia francesa revista residência de Christine Lagarde

Internacional

FMI

Polícia francesa revista residência de Christine Lagarde

por AFP — publicado 20/03/2013 11h55, última modificação 20/03/2013 11h55
Diretora-gerente do FMI seria suspeita de beneficiar ex-dono da Adidas em tribunal de arbitragem comercial

PARIS (AFP) - A polícia francesa revistou nesta quarta-feira 20 a residência de Christine Lagarde, diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional, em Paris. A ação faz parte de uma investigação sobre a venda da Adidas ao banco francês Crédit Lyonnais.

"A senhora Lagarde não tem nada a esconder",declarou seu advogado Yves Repiquet, acrescentando que sua cliente ainda não foi interrogada a respeito do caso.

Lagarde, ministra francesa da Economia de 2007 a 2011 antes de ser nomeada para a direção do FMI, recorreu a uma arbitragem para resolver uma disputa que opunha o Crédit Lyonnais e o ex-ministro e magnata da imprensa Bernard Tapie.

O tribunal arbitral, uma jurisdição particular, condenou em julho de 2008 a entidade pública encarregada de gestionar o Crédit Lyonnais a pagar à Tapie 285 milhões de euros de indenização (400 milhões com juros).

A justiça francesa está investigando a legalidade do recurso a esta arbitragem.

Leia mais em AFP Movel.

registrado em: