Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Quatorze depósitos de combustível estão bloqueados na França

Internacional

Reforma da Previdência

Quatorze depósitos de combustível estão bloqueados na França

por Opera Mundi — publicado 21/10/2010 16h13, última modificação 22/10/2010 11h45
Ontem, Nicolas Sarkozy autorizou o uso de forças especiais contra os bloqueios
Protestos na França duram mais de uma semana

Quatorze depósitos de combustível permanecem bloqueados no país. Nesta quinta-feira 21, os manifestantes bloquearam por algumas horas o acesso ao Aeroporto de Marselha, no Sul da França. Foto: AFP

Ontem, Nicolas Sarkozy autorizou o uso de forças especiais contra os bloqueios

Pelo menos 14 depósitos de combustível na França permanecem bloqueados por manifestantes contrários à reforma do sistema previdenciário proposta pelo governo. Na madrugada de terça para quarta-feira (20/10), o presidente Nicolas Sarkozy autorizou o uso de forças especiais de segurança contra os bloqueios.

Os grupos pressionam o governo a desistir de elevar a idade mínima para aposentadoria de 60 para 62 anos e de 65 para 67 anos, no caso dos que não atingiram o tempo de contribuição exigido. Os protestos já duram mais de uma semana, mas Sarkozy deixou claro que não vai abrir mão da reforma, mesmo com a ameaça de falta de combustível em todo o país.

De acordo com a agência portuguesa Lusa, os manifestantes chegaram a bloquear hoje (21/10), por algumas horas, o acesso ao Aeroporto de Marselha, ao Sul da França. Os passageiros tiveram que descer de seus carros e caminhar até o terminal para conseguir embarcar.

O centro de Lyon, cidade francesa tomada por manifestações promovidas por grupos de jovens nos últimos dias, está sendo vigiado por unidades especiais das forças de segurança. A operação inclui a restrição de acesso ao comércio e o uso de canhões de água e veículos blindados.

registrado em: