Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Patriota pede a chanceler espanhol tratamento respeitoso a brasileiros

Internacional

Reciprocidade

Patriota pede a chanceler espanhol tratamento respeitoso a brasileiros

por Agência Brasil publicado 16/05/2012 18h55, última modificação 16/05/2012 18h57
Ministros da Relações Exteriores diz que brasileiros não encontram tantas dificuldades para entrar em outros países como na Espanha
patriota

Antonio Patriota (à esq.) recebe ministro de Assuntos Exteriores e Cooperação da Espanha, José Manuel García-Margallo, no Palácio Itamaraty. Foto: Elza Fiúza/ABr

Por Renata Giraldi*

Brasília – Os acordos bilaterais que regulam a entrada de brasileiros na Espanha e de espanhóis no Brasil podem ser revistos no dia 4 de junho, em Madri. Os ministros de Assuntos Exteriores e Cooperação da Espanha, José Manuel García-Margallo, e das Relações Exteriores do Brasil, Antonio Patriota, definiram nesta quarta-feira 16 que a situação atual deve ser reavaliada. Patriota cobrou “tratamento correto e respeitoso” dos espanhóis em relação aos brasileiros que tentam ingressar na Espanha.

“Reconhecemos a realidade, mas brasileiros que viajam para outros países não encontram as dificuldades que encontram na Espanha, então, queremos simplesmente que o mesmo tratamento se aplique, que é o correto e respeitoso", disse Patriota após reunião com García-Margallo. O chanceler brasileiro ressaltou ainda que sua expectativa é que "haja um tratamento condizente com a amizade e a relação que existe entre os dois países”.

O chanceler espanhol sinalizou que as mudanças devem ocorrer em breve, mas não disse quando. “Demos instruções aos nossos assessores que na máxima brevidade possível sejam resolvidos os problemas de brasileiros entrando na Espanha e de espanhóis no Brasil.”

Em 2 de abril, o Brasil passou a adotar uma série de medidas de reciprocidade que aumentaram o rigor para a entrada de espanhóis em território brasileiro. As medidas foram colocadas em prática no mesmo momento em que brasileiros se queixavam de humilhações e discriminação quando tentavam ingressar no país europeu.

O Itamaraty nega que as medidas são uma retaliação às dificuldades impostas aos brasileiros. A estimativa é que cerca de 158,7 mil brasileiros vivam em território espanhol. Na Europa, a comunidade brasileira chega a 900 mil.

Pelas regras em vigor, os espanhóis que quiserem entrar no Brasil deverão apresentar passaporte válido por, no mínimo, seis meses. Também serão exigidos os comprovantes de passagens de ida e volta (com data marcada).

O espanhol que for se hospedar em hotel deverá apresentar o documento de reserva. Caso venha a se hospedar na casa de amigos ou parentes, terá de entregar uma carta-convite com assinatura do responsável, autentificação do cartório e um comprovante de residência do anfitrião.

Além disso, os espanhóis que desejam visitar o Brasil devem comprovar possuir condições financeiras para arcar com até 170 reais de despesas por dia, durante a estadia no País.

*Publicado originalmente em Agência Brasil.