Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Paraguai: preso líder de camponeses que exigem terras de 'brasiguaios'

Internacional

Tríplice fronteira

Paraguai: preso líder de camponeses que exigem terras de 'brasiguaios'

por AFP — publicado 29/05/2012 11h11, última modificação 06/06/2015 18h18
Grupo de camponeses exige do governo paraguaio a entrega de milhares de hectares de terras fronteiriças exploradas por fazendeiros brasileiros
Camponeses atravessam plantação de soja de 'brasiguaios' em Alto Paraná, no Paraguai. Foto: AFP

Camponeses atravessam plantação de soja de 'brasiguaios' em Alto Paraná, no Paraguai. Foto: AFP

ASSUNÇÃO, Paraguai (AFP) - Victoriano López, líder de grupos camponeses do Paraguai que exigem terras na Tríplice Fronteira com Brasil e Argentina, foi capturado por policiais em Assunção, segundo informou um relatório policial nesta segunda-feira 28.

López, líder dos "carperos" (agricultores que vivem em barracas nas terras que pretendem ocupar), é acusado por um juiz pelo crime de invasão de imóvel e coação.

O grupo de camponeses exige do governo paraguaio a entrega de milhares de hectares de terras fronteiriças que estão ocupadas e exploradas por ricos fazendeiros originários do Brasil, conhecidos como "brasiguaios".

"É parte de uma perseguição política. É a consequência de nossa luta contra essa gente poderosa", disse López a jornalistas.

Partidários de López anunciaram protestos para conseguir sua libertação.

Sua prisão ocorreu quando se encaminhava para se reunir com o titular do Instituto Nacional de Desenvolvimento Rural e da Terra (Indert) para discutir uma disputa por terras de Ñacunday, no departamento de Alto Paraná (sudeste), considerado o mais rico do Paraguai e em poder dos "brasiguaios".

Segundo López, cerca de 167.000 hectares das terras pertencem ao Estado, e foram negociadas por militares e ex-colaboradores do regime do ditador Alfredo Stroessner (1954/89) para serem revendidas a colonos brasileiros.

López assegura que o principal favorecido pelas ricas terras do Paraná é Tranquilo Favero, um brasileiro nacionalizado paraguaio e mais conhecido no Paraguai como "o rei da soja", com cerca de 400.000 hectares no departamento.

registrado em: