Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Papandreou está disposto a retirar proposta

Internacional

Referendo na Grécia

Papandreou está disposto a retirar proposta

por Redação Carta Capital — publicado 03/11/2011 17h51, última modificação 03/11/2011 18h34
Pressionado e perdendo apoio no Congresso, premier busca consenso com a oposição; ministro de Finanças anuncia que consulta não ocorrerá
papandreou

Primeiro-ministro grego, Georges Papandreou, diz estar disposto a retirar seu projeto de referendo para garantir o cumprimento do plano europeu de resgate da Grécia. Foto: Aris Messinis/AFP

O primeiro-ministro grego, Georges Papandreou, disse nesta quinta-feira 3 estar disposto a retirar seu projeto de referendo para garantir o cumprimento do plano europeu de resgate ao país. "Apesar de irmos a um referendo, que nunca foi um fim em si mesmo (...) saúdo a posição do partido de oposição conservador", afirmou via comunicado.

A oposição mostrou-se disposta a ratificar no Parlamento o acordo assumido com a Zona Euro em 27 de outubro e o ministro de Finanças Evangelos Venizelos declarou hoje que o referendo não será realizado.

"O governo anuncia de forma oficial que não haverá um referendo", disse em discurso a parlamentares, transmitido pela televisão estatal.

Papandreou afirmou estar preparado "para conversar com o líder da direita (Nova Democracia), Antonis Samaras, para avançar com base em um (governo) de consenso". Samaras havia proposto durante a tarde a formação de um governo de transição que teria como missão ratificar o acordo europeu antes da realização de eleições legislativas antecipadas.

Mesmo desgastado e perdendo apoio no Congresso, Papandreou resiste a ideia da renuncia e afirma que a convocação de eleições antecipadas poderia provocar o colapso da Grécia.

 

Com informações AFP.

Veja mais notícias em AFP Mobile.