Internacional

Antes da bênção Urbi et Orbi

Papa Franscico pede que "armas se calem" na Síria

por Deutsche Welle publicado 25/12/2016 12h35
Pontífice pede solução negociada para conflito e lembra vítimas de terrorismo no mundo, em mensagem de Natal no Vaticano
Andreas Solaro / AFP
Papa

Francisco fez um apelo à paz "na Síria martirizada, onde tanto sangue foi já derramado"

O papa Francisco lançou neste domingo (25) um apelo à paz "na Síria martirizada, onde tanto sangue foi já derramado" pedindo que "as armas se calem definitivamente".

"É tempo de as armas se calarem definitivamente e que a comunidade internacional se empenhe ativamente em um solução negociada", declarou o papa diante de milhares de fiéis na Praça de São Pedro, no Vaticano, durante a tradicional mensagem de Natal, antes da bênção Urbi et Orbi (à cidade e ao mundo).

Especialmente na cidade de Aleppo, que nas últimas semanas "foi palco de uma das batalhas mais terríveis", a população deve receber assistência e apoio, advertiu o pontífice.

O líder religioso apelou ainda à paz no Oriente Médio, pedindo que "israelenses e palestinos tenham a coragem e a determinação de escrever uma nova página da história", para que o ódio e a vingança possam dar lugar "à vontade de construírem juntos um futuro de compreensão recíproca e harmonia".

Poucos dias depois do atentado terrorista contra um mercado de Natal em Berlim, o chefe da Igreja Católica dirigiu ainda uma mensagem a todos os que perderam entes queridos em atos terroristas: "paz para quem perdeu um ente querido por causa de atos de terrorismo atrozes, que semearam o medo e a morte em tantos países e cidades".

DW_logo