Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Papa Francisco não fará mudanças na igreja, dizem internautas

Internacional

Enquetes - CartaCapital

Papa Francisco não fará mudanças na igreja, dizem internautas

por Redação Carta Capital — publicado 22/03/2013 13h38, última modificação 22/03/2013 13h39
Para a maioria dos leitores, os problemas da Igreja Católica são muito complexos para uma única pessoa lidar com eles
VATICAN-POPE-MEDIA-AUDIENCE

O papa Francisco, durante audiência com a imprensa neste sábado 16. Ele disse querer uma "igreja pobre para os pobres". Foto: Vincenzo Pinto / AFP

O site de CartaCapital perguntou: você acha que o papa Francisco pode realizar reformas na Igreja Católica?

Entre os dias 15 e 22 de março, 3.161 internautas participaram da enquete. Para 63% (1.999 votos), a resposta foi “não”. Segundo eles, o novo papa “é um conservador para assuntos sociais e, além disso, os problemas da Igreja Católica são muito complexos para uma única pessoa lidar com eles”.

Outros 37% (1.162) manifestaram outra opinião. Para eles, o pontífice “é moderado e humilde e, de forma lenta e gradual, pode combater a corrupção e a pedofilia na Igreja”.

Eleito pelo Conclave em meio a uma grave crise na igreja, Jorge Mario Bergoglio iniciou o papado com o desafio de estancar a perda de fieis e os casos se escândalos sexuais envolvendo lideranças religiosas. Alguns atos simbólicos marcaram seus primeiros dias à frente da igreja, como a escolha do nome Francisco, em homenagem a São Francisco de Assis, conhecido como o santo protetor dos marginalizados.

A nova enquete está no ar: o Conselho Federal de Medicina decidiu apoiar a liberalização do aborto até a 12ª semana de gravidez. Qual a sua opinião? Participe!