Você está aqui: Página Inicial / Internacional / OTAN anuncia morte de mais cinco soldados

Internacional

Afeganistão

OTAN anuncia morte de mais cinco soldados

por Redação Carta Capital — publicado 11/08/2011 12h04, última modificação 11/08/2011 12h04
Depois do pior revés desde o início da guerra, a OTAN divulgou a morte de cinco soldados estrangeiros em um bombardeio no sul do país

Cinco soldados estrangeiros morreram em bombardeios no sul do Afeganistão nesta quinta-feira 11, segundo relatos da própria Otan. O ataque ocorre menos de uma semana depois  da pior perda para a Organização desde o início dos conflitos, há quase dez anos, com a morte de 38 combatentes.

A OTAN não forneceu mais detalhes sobre o incidente. Desde o início do mês, ao menos 50 soldados estrangeiros foram mortos no país, um deles na quarta-feira 10.  
Durante a noite, insurgentesTalebans atacaram um posto policial, matando cinco oficiais afegãos.

A violência tem se intensificado com a retirada das tropas estrangeiras e a passagem do controle do país para forças locais. A OTAN aumentou suas operações em terra, na tentativa de ocupar áreas hoje dominadas pelo Taleban, o que implica em aumento de perdas.

A queda do helicóptero Chinook, bombardeado por forças do Taleban, causou a morte de 30 soldados americanos e 8 afegãos, sendo 22 deles do Seal, força especial da Marinha dos EUA. O comandante americano no país afirmou que os resposáveis pelo ataque foram exterminados em uma ação no início da semana. O líder local Mullah Mohibullah também foi assassinado.

Só esse ano, 390 soldados estrangeiros morreram em combates, ante o recorde de 711 perdas em 2010. Além disso, 1292 policias e 821 soldados foram mortos no ano passado em decorrência de conflitos da guerra.

registrado em: