Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Oposição síria se reúne em grande jornada de protestos

Internacional

Oriente Médio

Oposição síria se reúne em grande jornada de protestos

por Opera Mundi — publicado 22/04/2011 12h27, última modificação 22/04/2011 12h27
Manifestantes convocaram protestos em todo o país para exigir liberdade de expressão, libertação de presos políticos e um sistema político multipartidário. Por Daniella Cambaúva

Por Daniella Cambaúva*

Na Síria, manifestantes convocaram uma grande jornada de protestos em todo o país para exigir liberdade de expressão, libertação de presos políticos e um sistema político multipartidário. A data de foi chamada de a Grande Sexta-Feira (Al Gomaa al Azimaa), no Oriente Médio é também considerada a Sexta-Feira Santa.

As manifestações foram planejadas em 40 cidades para depois das orações das 12h, a celebração religiosa semanal mais importante para os muçulmanos. Esta é a primeira ação coordenada de todos os grupos de oposição ao regime de Bashir al-Assad.

EUA financiaram grupos opositores da Síria, afirma Wikileaks
Presidente da Síria aceita renúncia do gabinete ministerial
O destino das revoltas árabes está no reino do petróleo

As frases mais ouvidas nos protestos, informou reportagem da Al Jazeera, pediam a abolição do Partido Baas, no poder, e a democratização da Síria.

Em seu primeiro comunicado conjunto, a oposição afirmou que “a liberdade e a dignidade só podem ser alcançadas através de um processo de mudança pacífico”. “Todos os presos políticos têm que ser libertados. O aparato de segurança tem que ser desmantelado e substituído por outro com atribuições especificadas pela lei e que opere de acordo com a lei”.

Para convocar os manifestantes, os oposicionistas criaram um grupo na rede social Facebook. O chamado foi colocado na página Syrian Revolution 2011.

"Sexta-feira santa, 22 de Abril de 2011, um coração, uma mão, um objetivo", consta no chamado.

*Publicado originalmente em Opera Mundi.

registrado em: