Você está aqui: Página Inicial / Internacional / ONU e outras 72 organizações tiveram sistemas invadidos

Internacional

Ataques virtuais

ONU e outras 72 organizações tiveram sistemas invadidos

por Redação Carta Capital — publicado 03/08/2011 14h39, última modificação 03/08/2011 17h20
Empresa de segurança McAfee divulgou a descoberta de mega ataque virtual. Especialistas suspeitam de governo chinês

Sistema de computadores da ONU e outras 72 organizações foram invadidos por hackers, informou a empresa de segurança McAfee. Segundo a companhia, os ataques tiveram um “ator estatal”. Entre as vítimas, governos dos Estados Unidos, Taiwan, Índia, Coréia do Sul, Vietnã e Canadá.

Apesar da empresa não especificar a qual país se referia, um especialista ligado à investigação afirmou que as evidências apontam para a China. Além da ONU, outras organizações internacionais foram atingidas, como o Comitê Olímpico Internacional, a Agência Mundial Antidoping e a Associação das Nações do Sudeste Asiático.

Não se sabe ainda como a informação obtida nos ataques está sendo utilizada. No caso, das Nações Unidas, os hackers invadiram o sistema em 2008 e passaram dois anos acessando as informações.

Os ataques foram nomeados como “Operação nas Sombras RAT". O vice-presidente de pesquisa de ameaças da McAfee, Dmitri Alperovitch, classificou à Agência Reuters o evento como a maior transferência de riqueza em termos de propriedade intelectual da história e afirmou que empresas e agências do governo estão sendo atacados todos os dias.

Segundo Jim Lewis, especialista do Centro de Estudos Estratégicos e Internacionais, alguns indícios levariam à China como possível ator dos ataques. O COI e vários comitês olímpicos nacionais foram invadidos nos Jogos Olímpicos de 2008, em Pequim. Alguns ataques a nações vizinhas à China, como Taiwan, também explicam a suspeita. Vijay Mukhi, outro especialista, afirmou que a potência asiática está gradualmente dominando o espaço cibernético.

registrado em: