Você está aqui: Página Inicial / Internacional / EUA: Obama pede colaboração ao Congresso

Internacional

Crise financeira

EUA: Obama pede colaboração ao Congresso

por Redação Carta Capital — publicado 13/08/2011 16h44, última modificação 06/06/2015 18h57
Presidente norte-americano estimular oportunidades de emprego e de aumento de salários no país.

Por Renata Giraldi, da Agência Brasil

Depois de uma semana tensa em decorrência dos efeitos da crise financeira internacional, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, pediu neste sábado (13) que o Congresso norte-americano colabore na tentativa de superar as divisões políticas. Ele disse que a prioridade deve ser estimular oportunidades de emprego e de aumento de salários no país.

Obama acrescentou que pretende apresentar propostas para estimular a geração de empregos na iniciativa privada. De acordo com a asessoria da Casa Branca, Obama quer, na próxima semana, fazer visitas a três instituições para promover o desenvolvimento de iniciativas que incentivem a economia norte-americana.

"Muitos norte-americanos estão sofrendo neste momento", disse o presidente. "[Vamos] colocar todos esses homens e mulheres para trabalhar, dar condições de aumento dos salários, isso deve ser a nossa prioridade.”

No começo do mês, o Congresso dos Estados Unidos aprovou o projeto que autoriza a elevação do teto da dívida pública para US$ 900 bilhões, evitando um calote. A decisão permite que sejam feitos novos empréstimos e financiamentos da dívida até 2013. No entanto, as discussões envolveram ameaças e muitas negociações até a obtenção de um acordo.

Nesta semana, Obama apresentou ao Congresso propostas para a expansão da economia. No pacote há acordos comerciais, sugestões de reforma do sistema de patentes e oferta de créditos fiscais para empresas que empregam veteranos de guerra.

registrado em: