Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Obama autoriza agentes da CIA a ajudar forças rebeldes

Internacional

Líbia

Obama autoriza agentes da CIA a ajudar forças rebeldes

por Redação Carta Capital — publicado 30/03/2011 18h49, última modificação 31/03/2011 09h18
Enquanto isso, o chanceler líbio se refugia em Londres e tropas leais a Kaddafi recuperam o porto petroleiro de Brega
Obama autoriza agentes da CIA a ajudar forças rebeldes

O chanceler líbio se refugia em Londres e tropas leais a Kaddafi recuperam o porto petroleiro de Brega. Foto: AFP

Três notícias importantes da Líbia:

Soube-se nesta quarta-feira 30 que o presidente Barack Obama assinou, há duas ou três semanas atrás, uma ordem secreta que autoriza agentes secretos da CIA a ajudarem as forças rebeldes na tentativa de derrubar Kaddafi. As informações foram vazadas à agência de notícias Reuters por quatro funcionários do governo que se mantiveram anônimos.

Outra do dia: o chanceler líbio, Moussa Koussa, abandonou o governo nesta quarta-feira e está em Londres onde pediu asilo político. A informação foi confirmada pelo governo britânico. Koussa foi o responsável pela política externa da Líbia nos últimos anos que reintegrou o país árabe à comunidade internacional após anos sofrendo sanções. O ministro das relações exteriores estaria insatisfeito com a matança de civis provocada pelas tropas de Kaddafi.

Enquanto isso, as forças leais ao ditador retomaram dos rebeldes o porto petroleiro da cidade de Brega, importante ponto estratégico e econômico da Líbia, horas após também recuperarem a cidade de Ras Lanuf. Os próprios rebeldes em Ajdabiya, cidade situada 80 km a leste de Brega, confirmaram a perda. O exército de Kaddafi continua rumo ao leste da Líbia, área dominada pela forças rebeldes.

registrado em: ,