Você está aqui: Página Inicial / Internacional / O silêncio é bom

Internacional

Antissemitismo

O silêncio é bom

por Redação Carta Capital — publicado 09/09/2011 09h30, última modificação 09/09/2011 11h33
Condenado, o estilista John Galliano só pagará multa se repetir insultos racistas. A pena fez menos estrago do que sua demissão da Dior após proferir ofensas antissemitas

O estilista John Galliano proferiu, em menos de 45 minutos, 30 insultos antissemitas e racistas contra um casal num bar parisiense, em fevereiro deste ano. O incidente – junto a outro semelhante ocorrido em outubro de 2010 – rendeu-lhe uma condenação em uma corte francesa por insultos públicos baseados em origem, religião ou etnia. Ele deverá pagar multa de 6 mil euros caso reincida em cinco anos e terá de arcar com os custos processuais dos ofendidos, perto de 16,5 mil euros.

Pesaram sobre a decisão, considerada leve, as desculpas públicas de Galliano e sua dependência, na época, de álcool, soníferos e tranquilizantes. Mais estrago fez o vídeo divulgado pelo tabloide The Sun, em que Galliano, numa das discussões, grita “eu amo Hitler”, razão da sua imediata demissão do cargo de diretor criativo da grife Dior, ocupado por ele havia 14 anos.

registrado em: