Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Nova onda de violência se instala em Mianmar

Internacional

Ásia

Nova onda de violência se instala em Mianmar

por AFP — publicado 29/10/2012 11h42, última modificação 29/10/2012 14h24
Conflitos entre budistas e muçulmanos, iniciados em junho, ressurgem com força e fazem 88 mortos em outubro
Mianmar

Desde junho, quase 180 pessoas morreram no conflito. Foto: ©AFP / Jewel Samad

SITTWE (AFP) - Pelo menos 88 pessoas morreram em outubro em uma nova onda de violência entre entre budistas e muçulmanos no oeste de Mianmar, de acordo com o balanço das autoridades birmanesas.

"Pelo menos 49 homens e 39 mulheres morreram", afirmou à AFP uma fonte governamental. Desde junho, quase 180 pessoas morreram no conflito, embora grupos de defesa dos direitos humanos afirmem que o balanço oficial esteja subestimado.

Após várias semanas de calma no estado de Rakhine - declarado em estado de emergência desde os primeiros confrontos em junho -, a violência voltou a explodir em 21 de outubro entre budistas da etnia rakhine e muçulmanos da etnia rohingya. Considerada pela ONU uma das minorias mais perseguidas do planeta, os rohingya são uma minoria muçulmana apátrida e não reconhecida em Mianmar. Além disso, a opinião pública birmanesa enxerga os rohingya com uma hostilidade praticamente unânime.

A retomada da violência na região já provocou o deslocamento de mais de 26 mil pessoas, segundo a ONU, que está preocupada com a falta de recursos para poder ajudar as vítimas.

registrado em: ,