Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Netanyahu ordena a ministros e generais silêncio sobre Irã

Internacional

Impasse Nuclear

Netanyahu ordena a ministros e generais silêncio sobre Irã

por AFP — publicado 06/02/2012 09h29, última modificação 06/06/2015 18h58
Após uma série de declarações alarmistas sobre a possibilidade de ataques contra instalações nucleares iranianas, o primeiro-ministro israelense ordenou aos seus ministros e às autoridades militares que parem de "palavrear"
Netanyahu

Caso ataque o Irã, ele não poderá contar com os EUA. Foto: ©AFP / Baz Ratner

JERUSALÉM (AFP) - O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, ordenou aos seus ministros e às autoridades militares que parem de "palavrear" sobre a possibilidade de ataques contra instalações nucleares iranianas, afirmaram nesta segunda-feira 6 os meios de comunicação israelenses.

Netanyahu tomou esta iniciativa após uma série de declarações alarmistas sobre este tema formuladas nos últimos dias por membros de seu governo e altos hierarcas militares.

Segundo o site do jornal Maariv, que cita "um funcionário de alto escalão em Jerusalém", o primeiro-ministro quer evitar dar a impressão de que Israel quer arrastar os Estados Unidos contra sua vontade a uma guerra contra o Irã.

"Estas palavras provocam danos enormes, já que dão a impressão de que é Israel que realiza uma ofensiva com o risco de fazer com que os esforços para impor sanções contra o Irã fracassem", afirmou Netanyahu durante uma reunião de ministros do Likud, seu partido, acrescentou o Maariv.

registrado em: