Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Monge tibetano pratica imolação em protesto

Internacional

Domínio chinês

Monge tibetano pratica imolação em protesto

por AFP — publicado 14/02/2012 09h51, última modificação 14/02/2012 09h51
Segundo a International Campaign for Tibet, ele foi agredido pela polícia e, enquanto oficiais apagavam as chamas, foi levado a um local desconhecido
Tibete

O religioso seria do mosteiro de Kirti, no município autônomo de Aba. Foto: ©AFP

PEQUIM (AFP) - Um jovem monge budista tentou imolar-se com fogo em uma região tibetana na segunda-feira 13, anunciaram organizações não governamentais.

O monge Lobsang Gyastsu, de 19 anos, cometeu o ato de desespero na província de Sichuan (sudoeste) e não foi possível saber se sobreviveu às queimaduras, anunciaram a International Campaign for Tibet (ICT) e a Free Tibet, duas organizações de defesa dos direitos dos tibetanos.

O religioso seria do mosteiro de Kirti, no município autônomo de Aba, região onde a revolta contra a tutela de Pequim é particularmente ativa.

Segundo a ICT, monge foi agredido pela polícia, ao mesmo tempo que oficiais apagavam as chamas, e depois foi levado para um local desconhecido.

O novo ato de imolação aconteceu no momento em que o vice-presidente e provável futuro chefe de Estado chinês, Xi Jinping, se encontra nos Estados Unidos. Nesta terça-feira ele será recebido pelo presidente Barack Obama.

Na segunda-feira, a polícia prendeu ativistas da causa tibetana que fixaram uma faixa com a frase "Tibet will be Free" (Tibete será livre) em uma ponte de Washington.

Pelo menos 20 tibetanos, a maioria monges, se imolaram com fogo ou tentaram cometer o ato no último ano, em protestos contra a repressão de Pequim.

registrado em: