Você está aqui: Página Inicial / Internacional / México captura um dos chefões mais procurados do narcotráfico

Internacional

Drogas

México captura um dos chefões mais procurados do narcotráfico

por Opera Mundi — publicado 13/09/2010 15h28, última modificação 13/09/2010 15h28
Sérgio Villarreal, codinome "El Grande", foi capturado em Puebla, centro do país, após empreender por meses disputas pelo controle do cartel dos Beltrán Leyva

Um dos traficantes de drogas mais procurados do México, Sérgio Villarreal, codinome "El Grande", foi capturado em Puebla, centro do país, após empreender por meses disputas pelo controle do cartel dos Beltrán Leyva, informou neste domingo à AFP a Secretaria da Marinha.

De acordo com as autoridades, Villarreal - um ex-policial - e Héctor Beltrán Leyva promoviam uma disputa desde dezembro de 2009, após a morte do irmão de Héctor, irmão de Arturo Beltrán Leyva, com o bando de Edgar Valdez "La Barbie", detido em 30 de agosto, pelo controle do cartel dos irmãos Beltrán Leyva.

Publicado originalmente no site Opera Mundi

Dezenas de cadáveres, muitos decapitados, apareceram em cidades como Acapulco e Cuernavaca, supostamente vítimas de "La Barbie" contra Villarreal e Héctor Beltrán Leyva, que agora assumiria o controle absoluto do cartel, já considerado um dos menos poderosos dos sete do México.

Desde a prisão de "La Barbie", nascido nos Estados Unidos, também caiu seu colaborador Mauro González "El Coyote" e foram encontrados 13 cadáveres de supostos rivais em valas clandestinas.

Villarreal faz parte de um grupo de cerca de 20 chefes do narcotráfico pelos quais o governo oferece uma recompensa de 2,2 milhões de dólares.

O governo, que tem 50 mil militares nas ruas contra o narcotráfico, diz que mais de 28 mil pessoas morreram nos confrontos internos dos cartéis e por confrontos com as forças de segurança desde dezembro de 2006.