Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Maioria dos israelenses apoia um Estado palestino, aponta pesquisa

Internacional

Conflito permanente

Maioria dos israelenses apoia um Estado palestino, aponta pesquisa

por AFP — publicado 04/01/2013 14h27, última modificação 04/01/2013 14h27
Por outro lado, 54% consideram que um acordo de paz com os palestinos é impossível
israel

Comemoração em Ramallah em 29 de novembro de 2012 após o discurso do presidente palestino na ONU. Foto: Abbas Momani/AFP

JERUSALEM (AFP) - A maioria dos israelenses apoia a criação de um Estado palestino, segundo uma pesquisa realizada pelo jornal israelense Hayom, divulgada nesta sexta-feira 4. Os entrevistados, no entanto, não têm esperanças de que se chegue a um acordo de paz.

O jornal perguntou a mais de 800 pessoas se elas apoiavam ou se opunham à ideia de dois Estados para dois povos, com a criação de um Estado palestino junto a Israel.

Quase 54% dos consultados são a favor da ideia, enquanto 38% a rejeita. Os demais não quiseram responder. A margem de erro é de 3,4 pontos percentuais.

               

Em compensação, 54% consideram que um acordo de paz com os palestinos é impossível e 55% não acreditam que o presidente da Autoridade Palestina, Mahmud Abbas, seja um "sócio para a paz".

Os consultados também estão divididos sobre a construção de assentamentos judeus nos territórios ocupados. No total, 43,4% apoiam e 43,5% são a favor de que se paralise a construção.

Três partidos de direita israelense, entre eles dois que poderão fazer parte do próximo governo depois das eleições do dia 22, pensam seriamente em anexar uma parte da Cisjordânia.

As pesquisas dão como vencedor a coalizão de direita do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, Likud-Israel Beitenu, mas com uma margem estreita, o que dificultaria as negociações para formar o governo.

Leia mais em AFP Movel.

registrado em: