Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Justiça poderá ficar mais severa com Lieberman

Internacional

Israel

Justiça poderá ficar mais severa com Lieberman

por AFP — publicado 24/12/2012 07h38, última modificação 24/12/2012 07h53
A promotoria-geral considera a possibilidade de agravar as acusações contra o ex-chefe da diplomacia
Lieberman_afp.com_Gali Tibbon

Avigdor Lieberman, chanceler israelense, fala à imprensa após entregar sua carta de renúncia depois de reunião semanal do gabinete, em 16 de dezembro, em Jerusalém ©afp.com / Gali Tibbon

Jerusalém (AFP) - A promotoria-geral israelense considera a possibilidade de agravar as acusações contra o ex-chefe da diplomacia, Avigdor Lieberman, acusado de "abuso de confiança e fraude", informou neste domingo o ministério da Justiça em um comunicado.

Lieberman será interrogado pela polícia esta semana para complementar a investigação no caso da promoção do ex-embaixador de Israel em Belarus, Zeev Ben Arieh, informaram meios de comunicação israelenses.

Segundo os comentaristas, este aprofundamento da investigação poderia comprometer as ambições de Lieberman, chefe do partido ultranacionalista Israel Beiteinu, de voltar "eximido" de todas as acusações a um novo governo de direita, após as eleições legislativas de 22 de janeiro.

"Os meios publicaram os testemunhos de várias fontes sobre o processo de nomeação no âmbito do comitê de nomeações do Ministério das Relações Exteriores (...) Segundo estes testemunhos, é possível que Lieberman esteja envolvido na promoção do embaixador a um nível mais importante do que se indica na ata de acusação", segundo o comunicado do Ministério da Justiça.

Leia mais e AFP Movil

registrado em: ,