Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Justiça francesa abre investigação por supostos estupros em caso ligado a DSK

Internacional

Ex-diretor do FMI

Justiça francesa abre investigação por supostos estupros em caso ligado a DSK

por AFP — publicado 21/05/2012 16h10, última modificação 21/05/2012 16h44
A Procuradoria de Lille (norte da França) pediu nesta segundaque seja aberta uma investigação sobre fatos possivelmente classificados de estupro em grupo, ocorrido em 2010
Os fatos teriam ocorrido em Washington entre 15 e 18 de dezembro de 2010. Foto: Miguel Medina/AFP

Os fatos teriam ocorrido em Washington entre 15 e 18 de dezembro de 2010. Foto: Miguel Medina/AFP

LILLE (AFP) - A Procuradoria de Lille (norte da França) pediu nesta segunda-feira que seja aberta uma investigação sobre "fatos suscetíveis de serem classificados de estupro em grupo" que teria ocorrido em Washington em 2010, dentro do caso de prostituição relacionado ao ex-diretor do FMI, Dominique Strauss-Kahn.

Os fatos teriam ocorrido em Washington entre 15 e 18 de dezembro de 2010 durante uma reunião da qual participou, entre outros, o ex-diretor-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI).

A investigação é a consequência do testemunho de duas prostitutas belgas que viajaram para Washington em dezembro desse ano junto com Dominique Strauss-Kahn e vários de seus amigos, entre os quais estavam os empresários Fabrice Paszkowski e David Roquet, e o comissário de polícia Jean-Christophe Lagarde.

registrado em: