Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Novamente adiada a decisão do julgamento de Assange

Internacional

WikiLeaks

Novamente adiada a decisão do julgamento de Assange

por Redação Carta Capital — publicado 11/02/2011 09h45, última modificação 11/02/2011 14h12
Depois do terceiro dia de sessão, juiz decide levar a decisão a respeito do pedido de extradição do criador do WikiLeaks para dia 24. Da Redação

No terceiro dia de julgamento, o juiz Howard Riddle, que preside o tribunal de Belmarh, em Londres, pediu mais tempo para decidir se aceita o pedido de extradição de Julian Assange para a Suécia.

Acusado de comportamento sexual impróprio, por duas colaboradoras do WikiLeaks, Assange corre o risco de, na Suécia, ser extraditado para os Estados Unidos, onde seria julgado por conta da divulgação de documentos diplomáticos secretos do governo americano.

O advogado de defesa Geoffrey Robertson fez sua argumentação final na corte londrina. Ele argumentou que a promotora sueca Marianne Ny não tem autoridade de emitir um mandado de prisão europeu. Ele questionou se esse mandato seria válido apenas para questionamento e não para uma acusação formal. Segundo ele, a própria Ny teria admitido que o pedido de prisão foi feito para interrogatório e “possível” processo.

Saiba mais sobre a decisão no jornal Guardian

Acompanhe o Wikileaks no blog da Natalia Viana

registrado em: