Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Japão: adolescentes receberão medidores de radioatividade

Internacional

Desastre em Fukushima

Japão: adolescentes receberão medidores de radioatividade

por Redação Carta Capital — publicado 14/06/2011 20h07, última modificação 14/06/2011 20h07
A prefeitura de Fukushima vai distribuir equipamento a 34 mil adolescentes da região

A 60 quilômetros de Tóquio, a prefeitura da cidade de Fukushima, que fica Nordeste do Japão, vai distribuir medidores de radioatividade para 34 mil crianças e adolescentes da região. O objetivo é tentar tranquilizar as famílias que moram na principal área atingida pelos acidentes nucleares decorrentes do terremoto de 11 de março.

De acordo com as autoridades, serão distribuídos medidores de radiação recebida até setembro para crianças, com mais de 4 anos até adolescentes com 15 anos. A orientação é para que as famílias observem os instrumentos durante três meses.

Os acidentes radioativos ocorreram a partir de vazamentos e explosões na Usina Nuclear de Fukushima Daiichi, quando hopuve danos nos reatores da central. Várias cidades ao redor da usina foram esvaziadas e o governo do Japão adotou uma série de medidas para tentar conter a contaminação nas pessoas, nos animais e nas plantas.

Segundo as autoridades, o nível de radioatividade na cidade está abaixo do limite oficial de risco sanitário. De acordo com os representantes da prefeitura de Fukushima, os medidores serão verificados todos os meses para ser observada a quantidade de radiação acumulada.

Em uma outra cidade, Date, a prefeitura anunciou que pretende seguir o exemplo de Fukushima e também vai distribuir medidores de radioatividade para as crianças e os adolescentes. A ideia é que cerca de 8 mil estudantes recebam os aparelhos e fiquem com eles até o final do ano.

*Publicado originalmente pela Agência Brasil.

registrado em: