Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Israel congela projetos de novas colônias na Cisjordânia

Internacional

Oriente Médio

Israel congela projetos de novas colônias na Cisjordânia

por AFP — publicado 07/05/2013 10h01, última modificação 07/05/2013 10h02
Premier Benjamin Netanyahu quer facilitar esforços dos Estados Unidos para reativar negociações de paz com palestinos
Peter Parks/AFP
israel.jpg

O premier Benjamin Netanyahu

JERUSALEM (AFP) - O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, ordenou o congelamento dos projetos de construção de novas colônias judaicas na Cisjordânia para facilitar os esforços dos Estados Unidos para reativar as negociações de paz com os palestinos, informou a rádio militar israelense.

Netanyahu anunciou a decisão há alguns dias ao ministro da Habitação, Uri Ariel, membro do Lar Judeu, partido ultranacionalista religioso favorável à colonização. Ariel não confirmou nem desmentiu a informação, assim como o gabinete do premier. "Não tenho a intenção de revelar o conteúdo de minhas conversas com o primeiro-ministro", afirmou o ministro da Habitação.

Mas ele não descartou a possibilidade de seu partido votar contra o projeto de orçamento, que será apresentado na próxima semana, caso os projetos sejam congelados.

Uma deputada do Lar Judeu, Ayalet Shaked, disse que o ministério preparou milhares de autorizações de assentamentos na área de Judeia e Samaria, na Cisjordânia. "Mas para que as autorizações virem construções é indispensável a assinatura do primeiro-ministro, e por razões não explicadas ainda não assinou", disse a deputada.

Segundo a rádio, a decisão de Netanyahu contradiz a promessa feia antes das eleições de janeiro de autorizar a construção de centenas de novas casas nas colônias israelenses.

Leia mais em AFP Movel.

registrado em: , ,