Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Irã tem feito testes para produzir bomba atômica

Internacional

Relatório da ONU

Irã tem feito testes para produzir bomba atômica

por Redação Carta Capital — publicado 08/11/2011 18h05, última modificação 08/11/2011 18h05
AIEA diz que o país buscou clandestinamente informações para o processo e trabalha em um desenho nativo para o artefato

Um relatório divulgado nesta terça-feira 8 pela Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), da ONU, constatou que o Irã tem realizado testes importantes para a realização da bomba nuclear. O estudo classificou a situação como preocupante.

Segundo a Agência, há computadores que só poderiam ser utilizados para  desenvolvimento de artefatos nucleares. Para isso, segundo a AIEA, o país teria buscado, através de fontes clandestinas, documentação e informação para o desenvolvimento de armas nucleares, entre detonadores e materiais altamente explosivos. Além disso, o Irã estaria trabalhando em um desenho nativo para o artefato, inclusive, com testes de seus componentes. "Algumas atividades podem continuar funcionando", diz o documento.

A Agência afirmou que o tema é uma preocupação desde 2002. Segundo o órgão, atividades de enriquecimento de urânio são realizadas no país desde 1970. O texto pede também que o país siga as resoluções do Conselho de Segurança da ONU, que regulamenta o uso da energia nuclear.

Antes mesmo da publicação do relatório, o chefe da diplomacia iraniana, Ali Akbar Salehi, rejeitou nesta terça-feira todas as acusações sobre o programa nuclear militar e afirmou que os ocidentais continuam sem "nenhuma prova séria".

O presidente iraniano Mahmoud Ahmadinejad, citado pelo site da televisão pública iraniana, também se pronunciou a respeito da publicação desse relatório, que acontecerá entre esta terça e quarta-feira.

"Os Estados Unidos possuem 5.000 bombas atômicas e nos acusam imprudentemente de fabricar armas nucleares. Eles precisam entender que se cortarem a mão que estenderam para o mundo, ninguém mais precisará de bomba atômica", declarou o presidente, segundo o site.

Durante uma coletiva de imprensa em Erevan, Salehi foi questionado sobre o relatório da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), e afirmou que "não existe nenhuma prova séria de que o Irã fabrica uma bomba nuclear".

De acordo com fontes diplomáticas ocidentais, o novo relatório da AIEA reafirma as suspeitas sobre as ambições militares do programa nuclear iraniano. Teerã sempre negou querer adquirir armas nucleares e garante que as pesquisas realizadas visam unicamente à produção de energia.

"O Ocidente e os Estados Unidos exercem uma pressão sobre o Irã sem argumentos sérios nem provas", disse Salehi.

Na perspectiva do relatório, a tensão entre Irã e Israel cresceu nestes últimos dias. No domingo 6,  presidente de Israel, Shimon Peres, afirmou que 'um ataque é cada vez mais verossímil'.

*Com informações da AFP

Leia mais notícias em AFP.

registrado em: ,