Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Irã afirma que ataque americano provocará reações além da Síria

Internacional

Orient

Irã afirma que ataque americano provocará reações além da Síria

por AFP — publicado 01/09/2013 09h18, última modificação 01/09/2013 09h26
A guerra vai reforçar o extremismo e, assim como no Iraque e no Afeganistão, terá como resultados apenas a dor, diz o chefe dos Guardiões da Revolução Islâmica
AFP
Mohammad Ali Jafari

Mohammad Ali Jafari, líder dos Guardiões da Revolução Islâmica, durante coletiva de imprensa em 2012

O chefe dos Guardiões da Revolução Islâmica, força de elite do regime iraniano, lançou um alerta no sábado 31 contra a anunciada intervenção militar americana na Síria. Segundo Mohammad Ali Jafari, a ação militar provocará reações além das fronteiras desse país.

"O fato de os americanos acreditarem que uma intervenção militar ficará limitada ao interior das fronteiras da Síria é uma ilusão. Ela provocará reações além desse país", declarou Ali Jafari.

"Uma agressão à Síria vai reforçar ainda mais o extremismo e, assim como no Iraque e no Afeganistão, terá como resultados apenas a dor, o massacre e o êxodo de populações inocentes", acrescentou.

Ele também afirmou que a participação e o envolvimento de outros países em uma ação militar na Síria vão afetar "a segurança nacional desses países" e a do "regime sionista (Israel, ndlr)", na fronteira com a Síria, "provocando crises".

O Irã, principal aliado regional do regime de Damasco, rejeitou, junto com a Rússia, qualquer intervenção militar no país árabe e acusou grupos islamitas que lutam contra o regime de Bashar al-Assad de terem recorrido a armas químicas para provocar uma ação militar estrangeira.

 

Leja mais notícias em AFP Mobile.