Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Hamas e Israel chegam a acordo para cessar-fogo

Internacional

Oriente Médio

Hamas e Israel chegam a acordo para cessar-fogo

por Redação Carta Capital — publicado 21/11/2012 15h08, última modificação 06/06/2015 19h24
Após oito dias de hostilidades, que deixaram centenas de feridos e mais de 140 palestinos mortos, Egito e EUA conseguiram mediar o acordo
EGYPT-US-ISRAEL-PALESTINIAN-CONFLICT-GAZA-TRUCE

Hillary Clinton e Kamel Amr durante a entrevista em que divulgaram o cessar-fogo. Foto: Khaled Desouki / AFP

Depois de oito dias de hostilidades, que deixaram centenas de feridos e provocou as mortes de 140 palestinos e 5 israelenses, o governo de Israel e o Hamas aceitaram um cessar-fogo que deve ter início às 21 horas (17 horas em Brasília). A informação foi confirmada pelo ministro do Exterior do Egito, Mohamed Kamel Amr, e pela secretária de Estado dos Estados Unidos, Hillary Clinton, que rumou para o Oriente Médio numa tentativa de atenuar a crise.

Um nesta quarta-feira 21 parecia colocar em risco qualquer possibilidade de trégua, mas aparentemente a intervenção dos Estados Unidos foi decisiva.

De acordo com o escritório do primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, ele decidiu ouvir a recomendação do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, segundo quem Israel deveria dar uma chance à proposta de cessar-fogo mediada pelo Egito. O escritório de Netanyahu afirmou que ele pretende "dar uma chance" para a possibilidade de estabilização da situação antes de "exercer mais força". Em troca, a Casa Branca afirmou que os EUA vão intensificar os esforços para ajudar Israel a lidar com questões de segurança que considera importantes, especialmente o contrabando de armas e explosivos para Gaza.

registrado em: , ,