Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Haia aguarda extradição de acusado de massacres em Sarajevo

Internacional

Crimes de guerra

Haia aguarda extradição de acusado de massacres em Sarajevo

por Opera Mundi — publicado 26/05/2011 17h30, última modificação 26/05/2011 17h30
Após 15 anos foragido, acusado pelo massacre de milhares de muçulmanos durante a guerra da Bósnia (1992-1995) foi preso nesta quinta-feira 26, na Sérvia

O processo de extradição do acusado de crimes de guerra Ratko Mladic para o Tribunal Penal Internacional para a Antiga Iugoslávia (TPII), com sede em Haia (Holanda), pode demorar vários dias, segundo as leis da Sérvia, onde o aconteceu a captura.

A Procuradoria especial de crimes de guerra informou mediante um comunicado que, segundo as leis sérvias, Mladic, detido nesta quinta-feira 26 após 15 anos foragido, deve ser interrogado primeiro pelo juiz de instrução.

A Mladic e a sua defesa deverá ser apresentada a acusação formal, perante a qual poderão apresentar alegações. O juiz disporá de um prazo de três dias para decidir se os requisitos para a extradição foram cumpridos. O acusado dispõe de outros três dias para recorrer da decisão.

A imprensa local informou que Mladic foi capturado nesta quinta-feira na aldeia de Lazarevo, na Sérvia, supostamente na casa de alguns parentes. As primeiras informações indicam que não ofereceu resistência a sua detenção.

Mladic é acusado pelo TPII pelo massacre de muçulmanos de Srebrenica, o assédio de Sarajevo e outros crimes cometidos durante a guerra da Bósnia (1992-1995).

*Publicado originalmente em Opera Mundi.

registrado em: