Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Oposição divulga áudio de suposta conspiração contra Maduro na Venezuela

Internacional

América Latina

Oposição divulga áudio de suposta conspiração contra Maduro na Venezuela

por AFP — publicado 20/05/2013 18h48
Segundo a gravação, presidente correria risco de perder o controle das Forças Armadas para Diosdado Cabello, presidente da Assembleia Nacional, o que poderia desencadear um golpe de Estado
Leo Ramirez/AFP
nicolas-maduro.jpg-3718.html

O presidente da Assembleia Nacional da Venezuela, Diosdado Cabello (à esq.), durante posse de Nicolás Maduro (centro) em 19 de abril de 2013

CARACAS (AFP) - A oposição venezuelana divulgou nesta segunda-feira 20 um áudio que supostamente revela uma conspiração dentro do chavismo contra o presidente Nicolás Maduro liderada pelo presidente da Assembleia Nacional, Diosdado Cabello, que também estaria envolvido em casos de corrupção.

A gravação reproduz uma suposta conversa de mais de uma hora entre o conhecido apresentador de televisão chavista Mario Silva e Aramis Palacios, apresentado como um dos altos chefes do serviço de inteligência cubano (G2). O aúdio foi divulgado pelo deputado opositor Ismael García e o registro seria destinado ao presidente cubano, Raúl Castro.

Silva afirmou pelo Twitter que o áudio é uma "montagem" e disse que em breve se pronunciará. No aúdio, ele explica que Cabello, um ex-tenente que participou junto com o falecido Hugo Chávez do fracassado golpe de Estado de 1992, controla vários corpos de segurança, entre eles o Serviço Bolivariano de Inteligência (Sebin), e que o que "interessa a ele são o dinheiro e o poder".

"A única forma de deter Diosdado é que fique provado que é um corrupto e que exista uma prova confiável de que o Comandante (Chávez) sabia disso", adverte Silva.

Para o jornalista, Maduro está em uma "armadilha" e corre o risco de perder o controle das Forças Armadas para os seguidores de Cabello, o que pode desencadear um golpe de Estado. "Têm que se sentar com Maduro e dizer a ele as coisas. Quase disse a Maduro (que) há uma conspiração, mas não sei qual vai ser a sua reação, pode ser contraproducente", afirmou Silva ao suposto membro do G2.

Silva advertiu também para divisões entre os militares e para uma suposta desconfiança da esposa de Maduro, Cilia Flores, em relação ao ministro da Defesa, Diego Molero, por acreditar que este pretende "dar um golpe de Estado, porque isso é o que estão dizendo".

Mas o apresentador também acusa o presidente da Assembleia Nacional de corrupção e de lavagem de dinheiro através "de empresas de fachada".

Também assegura: "Há ministros aqui que não sabem sequer o que fazer. E o mais provável é que estejam roubando, Palacios, porque acham que isto vai desmoronar", disse referindo-se ao projeto chavista.

Cabello reagiu após a apresentação do áudio com um tuite: "'União, Luta, Batalha e Vitória' Chavez Dic12", escreveu, lembrando as palavras do falecido presidente.

Leia mais em AFP Movel.

registrado em: ,