Você está aqui: Página Inicial / Internacional / França confirma entrada em combate de suas tropas no Mali

Internacional

África

França confirma entrada em combate de suas tropas no Mali

por AFP — publicado 11/01/2013 16h42, última modificação 11/01/2013 16h43
Soldados do país europeu auxiliarem militares do Mali a combater extremistas que tomaram a região norte do país
-

O presidente interino do Mali, Dioncounda Traore (ao fundo), lidera reunião de emergência entre ministros. Foto: Habibou Kouyate / AFP

O presidente François Hollande confirmou a entrada em combate, nesta sexta-feira 11, das forças francesas no Mali para apoiar o Exército do país e lutar contra os grupos armados islamitas. Hollande disse que a decisão, "dentro do marco da legalidade internacional", foi tomada nesta sexta-feira após um acordo com o presidente malinense, Dioncounda Traoré.

"O Mali enfrenta uma agressão de elementos terroristas que vêm do norte [do país] e que todo o mundo conhece pela brutalidade e pelo fanatismo. Está em jogo a própria existência deste Estado amigo, a segurança de sua população e a de nossos 6.000 cidadãos que estão lá", disse o presidente francês. "Por isso atendi, em nome da França, ao pedido do presidente malinense, apoiado pelos países do oeste da África. Como consequência disso, as forças armadas deram seu apoio nesta sexta-feira à tarde às unidades malinenses para lutar contra esses elementos terroristas", acrescentou. "A operação vai durar o tempo necessário", acrescentou o presidente francês.

Uma hora antes, o chefe de operações militares malinense havia afirmado que soldados franceses, senegaleses e nigerianos tinham dado seu apoio às forças locais na cidade de Sévaré (centro).

O Exército malinense lançou nesta sexta uma contra-ofensiva com o apoio da França e de outros países para retomar uma cidade do centro do Mali conquistada na quinta-feira pelos islamistas, que podem avançar para a capital, Bamaco.

Leia mais em AFP Movil

registrado em: