Você está aqui: Página Inicial / Internacional / FAO quer erradicar fome na região antes de 2025

Internacional

América Latina

FAO quer erradicar fome na região antes de 2025

por Redação Carta Capital — publicado 30/03/2012 09h59, última modificação 30/03/2012 09h59
Diretor geral do órgão, o brasileiro José Graziano da Silva, diz que produção mundial de alimentos precisa aumentar 70% até 2050 para suprir demanda de 9 bilhões de habitantes
graziano

Foto: Tony Karumba/AFP

Da AFP

BUENOS AIRES, Argentina (AFP) - Representantes dos governos da América Latina e do Caribe reafirmaram na quinta-feira 29 o compromisso de seus países em erradicar a fome antes de 2025, na 23ª Conferência da Organização para a Agricultura e a Alimentação (FAO), realizada no Palácio San Martín, em Buenos Aires.

O evento, que chega ao fim nesta sexta-feira 30 e reúne 32 ministros de Agricultura e técnicos da região, contou com a adesão total dos participantes à Iniciativa América América Latina e Caribe sem fome (IALCSH).

Na quinta-feira, o diretor geral da FAO, o brasileiro José Graziano da Silva, disse que a produção mundial de alimentos precisa aumentar 70% até 2050, para uma população que chegará a 9 bilhões de pessoas."

"Sabemos que a segurança alimentar depende de ações nos âmbitos social, econômico e produtivo, e que envolve o compromisso político não só de um governo, mas de toda a sociedade", disse Graziano.

A Iniciativa foi impulsionada em 2005 por Guatemala e Brasil.

Durante a sessão, Marco Farani, diretor da Agência Brasileira de Cooperação, disse que reforçará o trabalho junto com a FAO, com investimentos de 20 milhões de dólares.

O Fundo de Cooperação Internacional Brasil-FAO incentiva a compra de produtos provenientes da agricultura familiar para abastecer a merenda fornecida nas escolas participantes.

Desde 2005, a Iniciativa conta com a participação da Espanha, que já repassou mais de 90 milhões de dólares a seu desensolvimento, ainda segundo a declaração.

Leia mais em AFP Movel.

registrado em: , ,