Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Explosões na maratona de Boston deixam dois mortos e vários feridos

Internacional

Estados Unidos

Explosões na maratona de Boston deixam dois mortos e vários feridos

por AFP — publicado 15/04/2013 19h34, última modificação 15/04/2013 19h42
O esquema de segurança foi reforçado nas cidades de Nova York e Washington, alvos dos ataques do dia 11 de setembro de 2001

Pelo menos duas pessoas morreram e dezenas ficaram feridas em três explosões que ocorreram em Boston, duas na tradicional maratona da cidade e uma na Biblioteca JFK, gerando cenas de pânico, indicou a Polícia.

As imagens da televisão americana mostram cenas de caos, com ruas cheias de sangue e escombros, e equipes de paramédicos carregando macas.

"Duas bombas explodiram perto da linha de chegada da Maratona de Boston", publicaram os organizadores da prova na página oficial do evento no Facebook, sem citar nenhuma outra fonte.

"Estamos trabalhando com as autoridades para tentar entender exatamente o que aconteceu", completou.

A Polícia de Boston indicou pouco depois que houve uma terceira explosão perto da Biblioteca Presidencial John F. Kennedy.

"Houve uma terceira explosão na Biblioteca JFK", disse o chefe da Polícia, Ed Davis, em uma entrevista coletiva à imprensa.

Davis não soube afirmar se houve feridos na terceira explosão, ou se alguma das explosões foi causada por um ataque terrorista.

Uma rádio local indicou que a primeira explosão ocorreu perto de uma loja de materiais esportivos e a outra, próximo a uma arquibancada.

A polícia isolou a área para tentar apurar as causas do incidente. Até o momento, ainda não se sabe se essas explosões foram acidentais ou causadas por um ataque terrorista.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, foi notificado do incidente, e sua administração já está em contato com as autoridades locais, informou um porta-voz da Casa Branca.

O esquema de segurança foi reforçado nas cidades de Nova York e Washington, que foram alvos dos ataques do dia 11 de setembro de 2001.

"Estamos reforçando a segurança diante dos hotéis e lugares conhecidos da cidade até conseguirmos mais informações a respeito destas explosões", informou o porta-voz da polícia nova-iorquina, Paul Browne, num comunicado.

Zara Bielkus, de 30 anos, que estava assistindo à chegada da maratona, declarou que havia escutado duas explosões seguidas num intervalo de poucos segundos.

"Quando escutamos as explosões, todo mundo começou a olhar um para a cara do outro sem entender o que estava acontecendo e a polícia chegou logo em seguida", explicou Zara.

"Vimos pessoas que tiveram suas pernas arrancadas," disse à AFP Mark Hagopian, proprietário do Hotel Charlesmark, do porão do restaurante onde buscou abrigo.

"Uma pessoa que estava perto de mim teve suas pernas arrancadas abaixo do joelho -- ele ainda estava vivo", acrescentou.

"Foi horrível, foi rápido", disse ele. "Foi uma explosão gigantesca... Senti o vento nos nossos rostos... Os policiais diziam: 'Saiam, saiam, pode haver mais bombas".

"Estamos rezando para as vítimas da Maratona de Boston", disse a senador do estado de Massachusetts, Elizabeth Warren.

A Maratona de Boston é uma das mais tradicionais do mundo e teve sua primeira edição em 1897. Sempre é disputada na terceira segunda-feira de abril.

Neste ano, houve cerca de 27.000 participantes e dezenas de milhares de espectadores.

A prova atrai atletas de ponta, sendo que a grande maioria deles havia cruzado a linha de chegada praticamente duas horas antes das explosões.

As imagens da televisão americana mostraram que o incidente ocorreu quando o relógio oficial do evento marcava 4 horas e nove minutos desde a largada.

As explosões tiveram em mercado nas bolsas de valores e os índices Dow Jones e S&P 500 fecharam em baixa.

 

 

*Leia mais em Leia mais em AFP Movel.

registrado em: ,