Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Ex-presidente será preso por 7 anos

Internacional

Israel

Ex-presidente será preso por 7 anos

por Redação Carta Capital — publicado 10/11/2011 13h34, última modificação 10/11/2011 13h34
Suprema Corte nega recurso de Moshe Katzav e mantém pena por estupro e assédio sexual
Moshe Katzav

A Suprema Corte de Israel confirmou nesta quinta-feira a condenação do ex-presidente israelense Moshe Katzav a sete anos de prisão por estupro e assédio sexual. Foto: Yoav Lemmer/AFP

A Suprema Corte de Israel negou nesta quinta-feira 10 o recurso do ex-presidente do país Moshe Katzav, de 65 anos, condenado a sete anos de prisão. O ex-mandatário recebeu a sentença em dezembro de 2010 por estuprar uma antiga empregada quando era ministro do Turismo nos anos 90 e por assédio sexual contra outras duas mulheres durante seu mandato na Presidência israelense (2000-2007).

A rejeição do recurso foi decidida de forma unâmine pelos três juízes do processo. "Katzav aproveitou o cargo para cometer os crimes, e a sentença pronunciada contra ele está justificada", destaca a decisão da corte.

Katzav, que renunciou à Presidência em 2007, nega as acusações e afirma ter sido vítima de uma aramação.

O ex-presidente, primeiro ex-chefe de Estado israelense a ser preso, deve começar a cumprir a pena em 7 de dezembro.

Com informações AFP e BBC News.

Para mais notícias acesse AFP Movel.

registrado em: , ,