Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Ex-presidente de Israel é preso por estupro

Internacional

Oriente Médio

Ex-presidente de Israel é preso por estupro

por Redação Carta Capital — publicado 07/12/2011 09h46, última modificação 07/12/2011 10h11
Moshe Katsav foi condenado a sete anos de prisão por ter estuprado uma funcionária quando exercia seu cargo
KATSAV

Ex-presidente foi preso na manhã desta quarta-feira. Foto: David Buimovitvh/AFP

O ex-presidente israelense Moshe Katsav foi preso na manhã desta quarta-feira 7 de dezembro. O político foi condenado pelo estupro de uma funcionária e abuso sexual de duas mulheres durante seu mandato presidencial, de 2000 a 2007, quando deixou o cargo em meio ao escândalo.

O processo corre desde então. As denúncias começaram com o próprio Katsav. O político afirmava que estava sendo extorquido e reclamou do caso ao procurador-geral. Assim que as investigações iniciaram, o escândalo veio a tona. A funcionária acusava Katsav de tê-la estuprado duas vezes.

 

Em dezembro de 2010, o tribunal israelense considerou Katsav culpado. Mais de sete mulheres testemunharam contra ele. O primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu afirmou em discurso na época da condenação que, apesar de ser um dia triste para Israel, a condenação provava "que todos eram iguais perante a lei".

Membro do Likud, partido da direita israelense, Katsav ocupou diversos cargos no ministério até concorrer a presidência contra Shimon Peres em 2000. O cargo de presidente em Israel tem importância diplomática, mas nem tanto política.

 

registrado em: ,