Você está aqui: Página Inicial / Internacional / EUA podem retomar ajuda alimentar à Coreia do Norte

Internacional

Negociações

EUA podem retomar ajuda alimentar à Coreia do Norte

por AFP — publicado 23/04/2013 09h00, última modificação 23/04/2013 09h09
Enviado especial dos EUA diz que, em contrapartida, Pyongyang deve autorizar monitoramento da entrega. Washington continua pressionando a Coreia do Norte a abandonar seu programa nuclear
navio EUA Coreia do Norte

O navio MV Baltimore chega na Coreia do Norte com comida, 29 de junho, 2008. Foto: ©afp.com / Lena Savelli

WASHINGTON (AFP) - O governo americano está disposto a considerar qualquer novo pedido da Coreia do Norte para reiniciar a ajuda alimentar suspensa desde 2009, disse o enviado especial dos EUA para os Direitos Humanos no país, Robert King. "Se houver um pedido de ajuda, é algo que estou certo que podemos considerar", afirmou o embaixador King.

O representante americano ressaltou que qualquer solicitação nesse sentido terá de levar em conta, contudo, o pedido dos EUA e de outros países para que "o monitoramento da entrega dessa ajuda seja autorizado".

Para isso, é necessária a autorização da entrada de funcionários americanos na Coreia do Norte, explicou King, em meio ao aumento das tensões entre os dois países.

Os Estados Unidos entregaram ajuda alimentar para a Coreia do Norte entre final de 2008 e março de 2009. Cerca de 170 mil toneladas, do total de meio milhão previsto, foram enviadas até que Pyongyang tomasse a decisão de expulsar os funcionários americanos que monitoravam a distribuição.

Até agora, Pyongyang não solicitou a retomada dessa ajuda, enquanto Washington tenta pressionar a Coreia do Norte para que suspenda seu programa nuclear.

Nesta segunda-feira 22, uma página na Internet do governo da Mongólia revelou que o embaixador da Coreia do Norte teria solicitado ajuda alimentar a esse país, o que King não confirmou.

Leia mais em AFP