Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Decisão israelense de atacar Irã está 'muito longe', diz Barak

Internacional

Irã

Decisão israelense de atacar Irã está 'muito longe', diz Barak

por AFP — publicado 18/01/2012 09h45, última modificação 06/06/2015 18h20
O ministro israelense da Defesa, Ehud Barak, declarou que a decisão de atacar o Irã está "muito longe" e acrecentou que o vizinho ainda não decidiu passar para a fase de produção de armas nucleares
Ehud Barak

O ministro da Defesa afirmou que o Irã ainda não decidiu passar para a fase de produção de armas nucleares (29/07/11)

JERUSALÉM (AFP) - O ministro israelense da Defesa, Ehud Barak, afirmou nesta quarta-feira que uma eventual decisão de atacar o Irã está "muito longe", em declarações à rádio militar.

"Não há uma decisão de nossa parte, não há decisão em relação a uma data para tomar uma decisão, tudo isso está muito longe", declarou Barak em resposta a uma pergunta sobre um eventual ataque israelense contra as instalações nucleares iranianas.

Quando perguntado sobre o que interpretava por "longe", Barak recusou-se a dar previsões.

O ministro da Defesa também afirmou que o Irã ainda não decidiu passar para a fase de produção de armas nucleares.

"Os iranianos não puseram fim aos controles da Agência Internacional de Energia Atômica", acrescentou.

Leia também:

"Não o fazem porque sabem que isso seria uma nova prova do caráter militar de seu programa nuclear, e isso provocaria um endurecimento das sanções internacionais ou de outro tipo de ações contra seu país", ressaltou Barak.

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, havia considerado na segunda-feira que as atuais sanções dos Estados Unidos e da União Europeia contra o Irã não eram suficientes para obrigar Teerã a deter seu programa nuclear.

registrado em: ,