Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Chile investigará vídeo xenófobo de militares contra argentinos, peruanos e bolivianos

Internacional

América do Sul

Chile investigará vídeo xenófobo de militares contra argentinos, peruanos e bolivianos

por AFP — publicado 07/02/2013 10h31, última modificação 07/02/2013 10h31
No vídeo, um pelotão de 50 militares marcham na cidade costeira de Viña del Mar e entoam o grito "argentinos matarei, bolivianos mutilarei, peruanos degolarei"

SANTIAGO (AFP) - A Marinha chilena anunciou na quarta-feira 6 uma investigação sobre um vídeo polêmico divulgado na internet em que um pelotão de soldados chilenos canta palavras xenófobas contra argentinos, bolivianos e peruanos enquanto marcha pela cidade costeira de Viña del Mar.

As Forças Armadas do Chile "tomaram conhecimento do vídeo postado e se dispuseram a iniciar uma investigação para determinar as responsabilidades e aplicar as medidas disciplinares pertinentes", indicou a instituição em um comunicado oficial.

No vídeo, que circula nas redes sociais, mostra um pelotão de mais de 50 militares gritando e repetindo "argentinos matarei, bolivianos mutilarei, peruanos degolarei", durante uma marcha de treinamento.

"As Forças Armadas do Chile tem o dever de salientar que estas práticas se afastam do espírito e da doutrina da instituição, lamenta os acontecimentos e reitera que tomará as medidas necessárias para evitar que situações como essa aconteçam novamente", acrescentou o comunicado.

O governo do Chile por meio de sua porta-voz descreveu o incidente como "vergonhoso" e deu 24 horas para a Marinha realizar uma investigação para encontrar os responsáveis .

"É evidente que este tipo de ação não representa as boas relações que o nosso país mantém com os países vizinhos e menos ainda a paz que o Chile sempre quis ter e manter em nossa região", disse a porta-voz do governo chileno, Cecilia Perez.

registrado em: