Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Bomba de fumaça é lançada no jardim da Casa Branca

Internacional

Occupy DC

Bomba de fumaça é lançada no jardim da Casa Branca

por AFP — publicado 18/01/2012 09h53, última modificação 06/06/2015 18h20
Manifestantes do movimento "Occupy" aparentemente lançaram uma bomba de fumaça por cima da cerca da Casa Branca na terça-feira. O presidente Obama e sua esposa não estavam
Casa Branca

O presidente Barack Obama e sua esposa Michelle não estavam no complexo da Casa Branca no momento do ocorrido Foto: ©AFP/Arquivo / Paul J. Richards

WASHINGTON (AFP) - Manifestantes ligados ao movimento "Occupy" aparentemente lançaram uma bomba de fumaça por cima da cerca da Casa Branca na terça-feira, coroando um dia de protestos em Washington, informou o Serviço Secreto.

Nenhuma prisão foi feita depois que os manifestantes do grupo Occupy DC marcharam até a Casa Branca, e os integrantes do protesto foram dispersados de forma pacífica, enquanto os oficiais se encarregaram de recolher o dispositivo, informou o porta-voz do Serviço Secreto.

Testemunhas afirmaram que as ruas ao redor da área foram isoladas, como ocorre nas frequentes ocasiões em que há um alerta de segurança nos arredores da mansão presidencial.

O presidente Barack Obama e sua esposa Michelle não estavam no complexo da Casa Branca no momento do ocorrido, e comemoravam com amigos em um restaurante próximo o aniversário de 48 anos da primeira-dama.

Leia também:

Mais cedo, legisladores que voltavam de um recesso de inverno de três semanas foram recebidos por centenas de manifestantes do movimento "Occupy", que se reuniram em frente ao prédio do Capitólio para condenar a influência do dinheiro na política.

Manifestantes do grupo autoproclamado Occupy Congress - bloqueados por dezenas de policiais - foram proibidos de entrar nos corredores do Congresso.

Em meio a uma garoa constante do inverno, os manifestantes gritavam slogans de ordem pedindo aos legisladores: "Saiam de suas torres de marfim e ouçam as pessoas" ou "Estamos aqui para sermos ouvidos".

registrado em: