Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Berlusconi: Manifestações "subversivas" foram vergonhosas

Internacional

Itália

Berlusconi: Manifestações "subversivas" foram vergonhosas

por Opera Mundi — publicado 14/02/2011 09h23, última modificação 14/02/2011 12h11
O primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, afirmou nesta segunda-feira 14 que os protestos realizados por mulheres contra ele foram uma manifestação intransigente e partidária. Do Opera Mundi

O primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, afirmou nesta segunda-feira 14 que os protestos realizados por mulheres contra ele foram uma manifestação intransigente e partidária.

"Me pareceu um pretexto para sustentar uma tese jurídica que não tem nenhuma base na realidade", disse o premier, acrescentando que as manifestações ocorreram "contra a minha pessoa, da parte de uma esquerda que extrapola qualquer meio para me abater".

"Foram mobilizações subversivas e partidárias contra mim", completou ele.

Ontem, centenas de mulheres foram às ruas de diversas cidades italianas protestar contra Berlusconi, a quem elas acusam de denegrir a reputação feminina. O movimento foi intitulado de Se não agora, quando?.

O primeiro-ministro italiano é investigado pela Procuradoria de Milão pela suspeita de ter mantido relações sexuais com menores de idade, entre elas a marroquina Karima "Ruby" El Mahroug.

Os promotores acreditam que a garota participou de festas realizadas no ano passado na casa do chefe de Governo em Arcore.

"Todas as mulheres que tiveram oportunidade de me conhecer sabem quanta consideração e respeito eu tenho por elas", disse Berlusconi, em entrevista a um programa televisivo local.

Na semana passada, a Procuradoria de Milão pediu o julgamento imediato do primeiro-ministro. Os promotores afirmam que o pedido se sustenta pela "evidência de prova" contra o chefe de governo.

*Matéria publicada originalmente no Opera Mundi

registrado em: