Você está aqui: Página Inicial / Internacional / 'Berlusconi é vulgar ao falar do físico de Merkel'

Internacional

Bunga Bunga

'Berlusconi é vulgar ao falar do físico de Merkel'

por Gianni Carta publicado 16/09/2011 17h14, última modificação 17/09/2011 08h50
Enquanto enfrenta quatro processos, a Itália passa por reformas de austeridade e seus ex-aliados pedem eleições antecipadas, o premier italiano faz outra gafe

A última gafe sexista de Silvio Berlusconi circula pela internet e por meio de publicações estrangeiras. A chanceler alemã Angela Merkel, teria dito o premier numa conversa telefônica registrada por investigadores, seria demasiado pesada e certamente não participaria de uma de suas festas bunga bunga.

Na verdade, não foram bem esses os termos usados pelo premier de 74 anos, mas na essência foi isso que ele disse. Poucos escribas se arriscam a reproduzir de forma literal a suposta conversa ocorrida em meados de julho.

No website Huffington Post, um dos mais lidos dos EUA, lê-se que o linguajar de Berlusconi é “demasiado vulgar” para ser repetido. No entanto, o autor do texto confirma: “Berlusconi falou de sexo e do físico de Merkel”.

Até o diário The Sun, um dos pilares da mídia marrom de Rupert Murdoch, mostrou-se comedido: “A frase é muito vulgar para ser mencionada num jornal de família”.

Já o italiano Fatto Quotidiano e o The Independent foram mais explícitos. Segundo o diário britânico, a usar como fonte a transcrição da gravação obtida pela agência noticiosa Reuters, o primeiro-ministro teria dito que a chanceler alemã, de 57 anos, é uma “unfuckable lard-arse”. A frase teria sido proferida numa conversa telefônica entre o premier e seu suposto fornecedor de prostitutas para as notórias festas do premier em Roma e na Sardenha.

Na gravação, Berlusconi acrescenta: “Este é um país de merda... do qual estou farto”.  O premier, diz isso, claro, porque está envolvido em nada menos do que quatro processos, entre eles um no qual teria dormido com uma menor. Ademais, sua aliança no governo começa a ruir e seus ex-partidários pedem eleições parlamentares antecipadas.

A ironia das ironias é esta: a última de uma miríade de gafes de Berlusconi foi registrada por agentes a investigar um esquema de chantagem de 1 milhão de dólares contra Berlusconi.

Explicar o menosprezo de Berlusconi por Merkel é fácil. Nestes dias de crise global, e com foco na União Europeia, a chanceler alemã puxa as orelhas daqueles chamados pobres países do sul, todos, segundo os nórdicos, incapazes de administrar suas economias. Nesse contexto, a Itália, vem martelando Merkel, tem de implementar maiores cortes de seu orçamento.

No entanto, é importante exprimir que Berlusconi trata Merkel com certo desdém há tempos. Dois anos atrás, o primeiro-ministro italiano falava ao celular sem pressa enquanto a chanceler o aguardava numa reunião de vértice.

Num episódio anterior, Berlusconi se escondeu da chanceler atrás de uma estátua quando ela chegava em solo italiano numa visita oficial. Quando Merkel se aproximou da estátua, o primeiro-ministro apareceu e gritou: “Bú”.

registrado em: