Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Berlusconi diz que não se candidatará à reeleição em 2013

Internacional

Itália

Berlusconi diz que não se candidatará à reeleição em 2013

por Opera Mundi — publicado 15/04/2011 09h59, última modificação 15/04/2011 10h01
O premiê italiano ainda pretende, antes de deixar o poder, além de completar o plano de reformar o sistema judiciário, mudar a Constituição do país

O premiê italiano, Silvio Berlusconi, descartou disputar a reeleição em 2013 e sugeriu como possível sucessor o atual ministro da Justiça, Angelino Alfano. Ele fez o anúncio em um encontro com jornalistas estrangeiros nesta quinta-feira (14/04).

Já como possível futuro chefe de Estado em substituição do atual, Giorgio Napolitano, o premiê propôs Gianni Letta, atual responsável por seu gabinete.

Segundo Berlusconi, a decisão do Conselho de Segurança da ONU aprovar a resolução que permite que a coalizão internacional de atacar a Líbia o fez pensar em renúncia, já que, até então, tinha um relacionamento muito próximo com o líder líbio Muamar Kadafi.

Entretanto, segundo ele, antes de deixar o poder, ainda pretende completar o plano de reformar o sistema judiciário italiano, além de mudar a Constituição do país. Além disso, Berlusconi não descartou assumir algum cargo mais simbólico, como o de conselheiro político das coalizões de centro-direita, "caso pesquisas apontem que esta é a vontade dos eleitores italianos".

Após grande repercussão da imprensa com as declarações, Berlusconi divulgou mais tarde um comunicado, lido por seu porta-voz, Paulo Bonaiuti. Ele afirmou que os comentários deveriam ser encarados como "símples hipóteses, um argumento, uma dedução possível".

"As reconstruções que apareceram até agora são forçadas, muitas vezes destorcidas, algumas totalmente irreais", diz o texto.

*Matéria publicada originalmente no Opera Mundi

registrado em: