Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Ban Ki-moon pede trégua unilateral ao governo de Assad

Internacional

Síria

Ban Ki-moon pede trégua unilateral ao governo de Assad

por AFP — publicado 09/10/2012 10h25, última modificação 09/10/2012 10h49
Ao lado do presidente francês, o secretário-geral da ONU pediu a Assad uma trégua unilateral e apelou para que forças da oposição a aceitem
Síria2

Tanque do exército sírio na cidade de Aleppo em 8 de outubro. Foto: ©AFP / Str

PARIS (AFP) - O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu nesta terça-feira 9 em Paris ao regime sírio que realize uma trégua unilateral, e apelou para que as forças da oposição a aceitem.

Em uma coletiva de imprensa junto ao presidente francês, François Hollande, Ban afirmou que "a situação (na Síria) alcançou um nível inaceitável" e que "é insuportável que a população continue sofrendo desta maneira". "É por isso que informei ao governo sírio que deve declarar imediatamente um cessar-fogo unilateral". Acrescentou que a reação de Damasco a sua proposta foi "saber o que aconteceria depois".

"Convoco as forças da oposição a aceitar este cessar-fogo unilateral, se e quando o governo sírio o anunciar", disse, informando que a questão está sendo discutida com "os Estados-chave do Conselho de Segurança e com os Estados da região". "Convoco novamente os países que fornecem armas às duas partes a parar de enviar material militar", repetiu Ban, considerando, como fez na véspera no Conselho da Europa, que a única solução possível na Síria "é uma solução política".

Mais informações em AFP Móvil