Você está aqui: Página Inicial / Internacional / Al Jazeera sugere que Yasser Arafat tenha sido envenenado

Internacional

Oriente Médio

Al Jazeera sugere que Yasser Arafat tenha sido envenenado

por Redação Carta Capital — publicado 03/07/2012 18h13, última modificação 06/06/2015 18h41
Líder palestino morto em 2004 tinha elevadas doses de polônio em seu corpo, revela exame feito em laboratório com seus pertences
yasser arafat

Pertences do líder palestino Yasser Arafat continham doses anormais de polônio, substância radioativa. Foto: Al Jazeera

Uma investigação de nove meses da tevê Al Jazeera, do Catar, sugere que o líder palestino Yasser Arafat tenha sido morto por envenenamento com polônio, um elemento radioativo raro que pode matar humanos quando exposto em alta quantidade. Arafat morreu em outubro de 2004. Segundo a emissora, o líder político da Palestina gozava de boa saúde até dias antes de sua morte, ao contrário do que dizem os rumores.

A Al Jazeera levou pertences pessoais de Arafat para serem analisados no Instituto de Radiofísica de Lausanne, na Suíça. O laudo do instituto, segundo a emissora, apontou que as roupas, a escova de dentes e o keffiyeh (pano típico usado na cabeça) de Arafat continham "doses anormais de polônio". As amostras apresentavam quantidades de sangue, urina e suor do líder palestino suficientes para afirmar que havia um alto índice de polônio em seu corpo quando morreu.

"Posso afirmar que achamos uma inexplicável e elevada quantidade de polônio-210 nos pertences do Sr. Arafat que continha fluidos biológicos". disse François Bochud, diretor do Instituto.

Os pertences pessoais de Yasser Arafat foram cedidos à reportagem da tevê pela viúva do palestino, Suha Arafat.

O polônio foi usado recentemente para envenenar uma pessoa num dos grandes escândalos diplomáticos deste século.Em 2006, Alexander Litvinenko, um ex-espiã0 russo que vivia no Reino Unido, foi envenenado com polônio quando comia em um restaurante japonês de Londres. Ele morreu dias depois do envenenamento.

 

registrado em: ,